Efeito Bolsonaro: Ancine censura filmes sobre gays e negros


A Agência Nacional do Cinema (Ancine) impediu o apoio para dois filmes que tratam de temas hostilizados pelo governo bolsonarista. De acordo com a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, a Ancine decidiu rever o apoio financeiro para as obras “Greta” e “Negrum3” que seriam exibidas no Festival Internacional do Cinema Queer em Portugal.

Antes do veto, cada um dos filmes receberia uma ajuda de custo de R$ 4,6 para participar do evento em Lisboa.

Segundo o colunista, as obras “tem tudo o que Jair Bolsonaro manifestamente não gosta de ver nas telas: negritude e homossexualidade”. De acordo com a sinopse oficial, o filme-ensaio “Negrum3” “propõe um mergulho na caminhada de jovens negros da cidade de São Paulo” e aborda temas como “negritude, viadagem e aspirações espaciais dos filhos da diáspora”.

LEIA TAMBÉM:

‘Jornal da Record’ entrevista Bolsonaro sobre pós-cirurgia nesta noite

Frota pede desculpas a Ciro e diz que se enganou sobre Bolsonaro

Bolsonaro recebe alta hoje, mas amputação de pênis ainda preocupa presidente

Já “Greta”, estrelado por Marco Nanini, tem como protagonista um enfermeiro homossexual que é grande fã de Greta Garbo.