URGENTE: empresário comete suicídio em frente a ministro de Bolsonaro

Publicado em 4 julho, 2019
Compartilhe agora!

Bolsonaro e o ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque. Foto: reprodução.
O empresário gaúcho Sadi Paulo Castiel Gitz tirou a própria vida, na manhã desta quinta-feira (4), em Aracaju, capital de Sergipe, diante do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

O proprietário da cerâmica Escurial, que teria perdido 600 empregos diretos, em virtude da crise econômica, disparou contra a cabeça no momento em que o governador do estado, Belivaldo Chagas (PSD), discursava no “Simpósio de Oportunidades”.

“Belivaldo, você é um grande mentiroso”, disse o empresário antes de cometer o suicídio.

LEIA TAMBÉM
AO VIVO: Comissão da Câmara vota novo parecer da reforma da Previdência

O evento foi cancelado, segundo o portal R7.

De acordo com o portal de notícias, o preço do gás cobrado pela Sergipe Gás (Sergas), empresa concessionária do Governo do Estado, teria motivado a hibernação e a perda de empregos direitos e indiretos.

Essa tragédia nos remete a duas reflexões necessárias: 1- a devastadora crise econômica em todo o país e 2- a liberação do porte de armas de fogo.

Assista ao vídeo:

Compartilhe agora!