URGENTE: Lava jato recua de fundo bilionário na véspera de julgamento no STF

A força-tarefa lava jato, política que é, recuou [por ora] do bilionário fundo privado de R$ 2,5 bilhões, com dinheiro da Petrobras, na véspera de importante julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os procuradores liderados por Deltan Dallagn “afrouxaram” para evitar críticas dos ministros no exame da competência da lava jato para processar crimes eleitorais.

LEIA TAMBÉM
Deltan vai à luta contra o Supremo

O bilionário fundo privado para a força-tarefa não possuiu apoio de todos os procuradores do Ministério Público Federal nem dos juízes federais. Ou seja, houve um racha político entre esse segmento da magistratura.

Embora se bata bumbo com o recuo, a dinheirama continuará em depósito judicial na conta da 13ª Vara Federal do Paraná, isto é, continuará sob a guarda da lava jato.

Nada impede que amanhã, após “consultas” da lava jato a órgãos como CGU e TCU, a força-tarefa voltar a operação o fundo cujos críticos o chamam de “caixa dois” político.

Comentários encerrados.