Especial Aniversário de Curitiba

Tesão, piá: Curitiba 326 anos. E daí?

Publicado em 29 março, 2019
Compartilhe agora!

MUSEU DE ARTE MODERNA. FOTO ORLANDO KISSNER/Fotos Públicas
Capturada pela extrema-direita e rebatizada de “República de Curitiba” desde 2015, a capital de todos os paranaenses completa nesta sexta-feira 326 anos.

Coube ao capitão-povoador Mateus Leme, em 29 de março de 1693, fundar a então Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais — anos depois rebatizada de Curitiba.

Feito este introito, é fundamental explicar aos leitores de outras plagas que Curitiba tem tradição democrática, progressista e de inovação. Foi aqui em 1984, por exemplo, que ocorreu o primeiro comício pelas Diretas Já (fim da ditadura militar) e a primeira passeata do impeachment de Collor de Mello em 1992.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro pode cair, diz The Economist

Em 1985, Roberto Requião foi eleito prefeito de Curitiba com apoio da esquerda e fez um mandato reconhecidamente participativo e avançado para a época.

Tesão, piá. Curitiba completa hoje 326 anos. E daí?

De presente, a capital de todos os paranaenses merece ser emancipada novamente do julgo do ódio e da infelicidade. Curitiba, em 2020, pode ser dos curitibanos novamente.

PS: “piá” (do tupi-guarani pi’a) significa menino, guri, garoto, fedelho, moleque.

Compartilhe agora!