PF vai ouvir ex-presidente Lula em inquérito que apura ocupação do tríplex do Guarujá

Publicado em 22 fevereiro, 2019

O ex-presidente Lula (PT) será ouvido pela Polícia Federal (PF) na próxima terça-feira (26) em um inquérito que apura a ocupação, pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), do tríplex do Guarujá (SP).

LEIA TAMBÉM:

Globo e Bolsonaro se unem contra pobres e na agressão à Venezuela

Antes de ser preso, Lula afirmou num discurso que “se eles me condenaram, me deem pelo menos o apartamento. Eu até já pedi para o Guilherme Boulos [líder do MTST] mandar o pessoal dele ocupar aquele apartamento. Já que é meu, ocupem”.

A PF quer saber se a fala do ex-presidente influenciou o movimento a praticar o ato.

No dia 16 de abril do ano passado, aproximadamente 50 integrantes do MTST ocuparam o apartamento do Edifício Solaris, que foi atribuído a Lula, localizado na orla da Praia das Astúrias, em Guarujá. Eles permaneceram no imóvel por cerca de quatro horas. O ex-presidente já estava preso quando a ocupação ocorreu.

Na ocasião, Boulos afirmou que “se o tríplex é do Lula, o povo está autorizado a ficar lá. Se não é, eles terão que explicar porque o Lula está preso”.

Em tom de ironia, Boulos disse ainda que se o apartamento é de Lula essa é a primeira vez que o MTST faz uma ocupação com o aval do dono.

Com informações da Folha