Por Esmael Morais

Bolsonaro volta a nomear ministro que criou candidatos laranjas para desviar recursos públicos

Publicado em 07/02/2019

Em ato assinado em conjunto com o ministro da Justiça, Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a nomear o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) para o cargo de ministro do Turismo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (7).

LEIA TAMBÉM: 

Flávio Bolsonaro ganha cargo na mesa diretora do Senado

Deputado federal mais votado em Minas Gerias, o ministro patrocinou um esquema de candidaturas laranjas que desviou verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara, segundo o jornal Folha de São Paulo. 

Álvaro Antônio havia sido exonerado nesta quarta-feira (6). Inicialmente, cogitou-se que a sua saída estava relacionada com o esquema de candidaturas laranjas, mas após a divulgação de sua exoneração, o ministro foi às redes sociais explicar que se tratava de decisão temporária para assumir mandato na Câmara e que retornaria no dia seguinte.

Com informações da Folha