Por Esmael Morais

Rede internacional vai acolher brasileiros ameaçados pelo governo Bolsonaro

Publicado em 19/01/2019

Vladimir Safatle.

Foi lançada nesta sexta-feira (18) em Paris, França, uma rede internacional para ajudar brasileiros que se sintam ameaçados por decisões ou atos do governo de extrema-direita de Bolsonaro (PSL).

O lançamento foi no Instituto de Altos Estudos da América Latina (IHEAL), informa a Folha de S. Paulo.

O público-alvo serão estudantes que correm o risco de perder bolsas por “critérios ideológicos”, a comunidade LGBT, quilombolas, ativistas do movimento negro, jornalistas, feministas, entre outros.

Muito aplaudido, o filósofo brasileiro e colunista da Folha Vladimir Safatle lembrou do revisionismo do governo Bolsonaro, que “neste momento mesmo, tira dos livros de história a expressão ‘ditadura’ e substitui por ‘movimento’ militar”.

“Acabou, foi uma ruptura e é hora de viver o luto desta Nova República. Somos o único grande país da América Latina que elegeu através do voto direto um governo militarista de extrema direita. Isso é inédito no continente. (…)Tudo o que vier [no Brasil] a partir de agora não terá conexão com o que quer que seja que tenhamos vivido no passado. Mas não podemos deixar que acabem com a imaginação política do Brasil”, disse Safatle.

As informações são da Folha de S. Paulo.