Por Esmael Morais

Novo comandante do exército quer militares fora da “reforma” da Previdência

Publicado em 11/01/2019

O general Edson Leal Pujol, que assumiu o comando do exército nesta sexta-feira (11), quer que os militares mantenham todas as regalias de sua previdência em regime especial.

LEIA TAMBÉM: Acima da Lei: Flávio Bolsonaro diz que não vai depor no caso do Coaf

Os militares já têm um regime previdenciário próprio. Eles não fazem parte dos modelos previdenciários dos funcionários da iniciativa privada e do funcionalismo.

“Olha, a nossa intenção, minha como comandante do Exército, nós não devemos modificar o nosso sistema, se perguntarem a minha opinião como comandante do Exército”, disse Pujol.

Pelas regras atuais, os militares podem ir para a reserva com o salário integral ao completarem 30 anos de serviço.

Mas ainda há outros benefícios como as famosas pensões pagas para as filhas dos militares, muitas delas em idade produtiva e com boa formação acadêmica.

Com informações do G1.