Filho de Bolsonaro adquiriu R$ 4,2 milhões em imóveis em apenas 3 anos, diz Folha

A Folha de S. Paulo informa que obteve documentos que comprovariam R$ 4,2 milhões de imóveis adquiridos pelo senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), cuja a origem do dinheiro é duvidosa.

O jornalão paulistano garante que Bolsonaro comprou dois apartamentos em bairros nobres do Rio de Janeiro, ‘ao custo informado de R$ 4,2 milhões’ — insinuando que o valor pago pelos imóveis pode ainda ser maior.

LEIA TAMBÉM
Depois de 34 anos, um general no comando do país

A Folha também relata que o período da aquisição dos imóveis pelo filho de Jair Bolsonaro é o mesmo em que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) teria detectado movimentação de R$ 7 milhões nas contas de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, segundo reportagem do jornal O Globo publicada neste domingo (20). 

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), pediu a instalação de uma CPI para investigar suposto ‘envolvimento do filho do presidente da República com milícias e a suspeita de Flávio Bolsonaro integrar uma organização criminosa’.

Até agora o ministro da Justiça, Sérgio Moro, não tomou providências sobre as denúncias contra o filho do chefe. Antes de assumir o cargo no governo Bolsonaro, o ex-juiz da lava jato jurou que continuaria a combater casos de corrupção ‘de quem quer que fosse’. Não cumpriu.

Comentários encerrados.