Confusão de Bolsonaro: MEC recua e vai rever edital sobre livros didáticos

A “bateção de cabeça” é grande nos diversos ministérios do governo de Jair Bolsonaro. A nova confusão foi sobre o edital que liberava os critérios técnicos e pedagógicos então adotados pelo Ministério da Educação (MEC) na aquisição dos livros didáticos para a rede pública de ensino. O ministro da pasta Rodrigo Vélez Rodríguez, em nota, disse que vai rever o edital. Segundo informação do jornal O Globo.

“O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, decidiu tornar sem efeito o 5º Aviso de Retificação do edital do PNLD 2020, publicado no dia 2 de janeiro, tendo em vista os erros que foram detectados no documento cuja produção foi realizada pela gestão anterior do MEC e enviada ao FNDE em 28 de dezembro de 2018”, diz trecho da nota.

O edital serve de orientação para a aquisição de obras distribuídas pelo governo a alunos do ensino fundamental das escolas públicas do país. Ele está disponível no site do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

“O MEC reitera o compromisso com a educação de forma igualitária para toda a população brasileira e desmente qualquer informação de que o governo Bolsonaro ou o ministro Ricardo Vélez decidiram retirar trechos que tratavam sobre correção de erros nas publicações, violência contra a mulher, publicidade e quilombolas de forma proposital”, finaliza o documento.

Comentários encerrados.