Por Esmael Morais

Conselhos aprovam intervenção federal em Roraima

Publicado em 08/12/2018

O Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional, que são vinculados à presidência da República, aprovaram neste sábado (8) a intervenção federal integral no Estado de Roraima até o dia 31 de dezembro.

LEIA TAMBÉM:
Temer anuncia intervenção federal em Roraima

O ilegítimo presidente Michel Temer (MDB) anunciou ontem (7) que havia negociado a intervenção no Estado com a atual governadora Suely Campos (PP).

“Tentamos os mais variados meios, de maneira que pudéssemos fornecer a Roraima a fim de tentar inviabilizar esse movimento que está ocorrendo. Não encontramos nenhuma saída legal para tanto, daí porque eu, ainda pouco tempo atrás, falei com a senhora governadora e disse que a única hipótese para solucionar esta questão, especialmente aquela de natureza salarial, seria decretar a intervenção até a posse, naturalmente, do novo governador, ou seja, até 31 de dezembro”, disse na ocasião.

O decreto deve ser publicado na segunda-feira (10) no Diário Oficial da União, quando já passa a vigorar e conferir poderes administrativos imediatos ao governador eleito do estado, Antonio Denarium, que foi nomeado interventor.

Após a publicação no Diário Oficial, o decreto de intervenção passa a vigorar de imediato, mas deve ser enviado em 24 horas pelo presidente Michel Temer ao Congresso, que pode aprovar ou revogar a medida.

Roraima enfrenta atualmente crise na segurança pública e no sistema prisional.

Com informações da Agência Brasil