Ciro erra ao vetar Renan, diz Cappelli

Compartilhe agora!

O jornalista Ricardo Cappelli, analista do Planalto Central, afirma que o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) erra ao vetar Renan Calheiros (MDB-AL) para a Presidência do Senado.

LEIA TAMBÉM
Lula pede nulidade de condenação no STF; julgamento segue

VETAR RENAN É OUTRO ERRO

Ricardo Cappelli*

Qual o motivo para Ciro vetar Renan e defender Tasso Jereissati como alternativa ao Bolsonarismo no Senado?

Renan rompeu com Temer pela esquerda, enfrentou com coragem os abusos do ativismo judicial e defendeu Lula com força e altivez.

Tasso é um neoliberal convicto que até o momento não é apoiado nem pelo seu PSDB. Além de Ciro, quem veta Renan por motivos óbvios é Bolsonaro. O movimento dos Ferreira Gomes pode acabar ajudando, objetivamente, a eleição de um Bolsonarista.

Política não se faz com vetos nem com preferências regionais, paroquiais. É análise objetiva da correlação de forças objetiva.

Ciro é um brasileiro extraordinário que defendeu nas eleições um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento. Mas não pode, sob risco de cometer os mesmos erros que cometem aqueles que critica na esquerda, querer submeter uma alternativa progressista à sua opinião particular.

Errou quando não declarou apoio à Haddad no segundo turno. Erra novamente agora ao fazer uma leitura politica equivocada. Ganhar o Senado é fundamental para criar um contrapeso minimamente racional ao Bolsonarismo.

Os sindicatos viraram caso de polícia e foram para as mãos de Moro. Eles estão marchando.

*Ricardo Cappelli é jornalista e secretário de estado do Maranhão, cujo governo representa em Brasília. Foi presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) na gestão 1997-1999.

Compartilhe agora!