Campanha: ‘Ninguém solta o copo’

A possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro (PSL) proibir a bebida — e o sexo antes do casamento — gerou polêmica na internet e o surgimento da campanha ‘Ninguém solta o copo’.

Segundo informações veiculados na velha mídia, caberá ao ex-juiz Sérgio Moro, no Ministério da Justiça, tutelar o bico alheio, ou seja, fiscalizar os cidadãos que bebericam e os bares que vendem bebidas alcoólicas no país.

LEIA TAMBÉM
Advogado de Adélio Bispo: Querem saber é se foi o Lula que pagou a defesa

Quanto ao sexo antes do casamento, dizem os leitores do Blog do Esmael, até é “compreensível” a proibição porque esse ato extemporâneo pode atrasar a “cerimônia” religiosa.

“Mas deixar o povo de bico seco é crime lesa-pátria!”, protestam nas redes digitais.

Em tempo: a campanha “Ninguém larga o copo” foi desenvolvida pelos mesmos idealizadores da campanha “Ninguém solta a mão de ninguém”.

Comentários encerrados.