Justiça manda tirar tornozeleira do homem da mala de Temer

O juiz federal Jaime Travassos Sarinho, da 15ª Vara Federal de Brasília, autorizou ontem (8) Rodrigo Rocha Loures (MDB), ex-deputado e homem da mala do presidente do vampirão, Michel Temer (MDB), tirar a tornozeleira eletrônica.

LEIA TAMBÉM:
Moro garante emprego com Bolsonaro e pede férias da Justiça Federal

De acordo com o juiz, Rocha Loures foi muito bonzinho e “compareceu a todos os atos do processo”, “não impôs qualquer tipo de obstáculo e não praticou qualquer ato que indicasse predisposição a não se submeter à eventual pena a ser fixada por este Juízo”.

Sarinho afirma na decisão que embora tenha mandado tirar o “acessório” da canela do ex-parlamentar, a lei penal será aplicada.

“Os graves fatos imputados na denúncia permanecem em julgamento e, embora reconheça que as circunstâncias acima relatadas reduzem a necessidade de medidas restritivas de direito, não ignoro a importância de assegurar inteiramente a futura aplicação da lei penal”, afirmou o magistrado.

O homem da mala virou réu no final do ano passado por corrupção passiva após ter sido flagrado pela Polícia Federal (PF) com uma mala recheada com R$ 500 mil que recebeu da JBS. Na mesma denúncia, a PGR (Procuradoria-Geral da República) também acusou o presidente de corrupção passiva.

Comentários encerrados.