Bolsonaro quer extraditar Cesare Battisti

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) recebeu nesta segunda-feira (5) a visita do embaixador da Itália Antonio Bernardini, e tratou com ele do caso Cesare Battisti.

Batisti foi condenado na Itália por quatro homicídios ocorridos nos anos de 1970, que ele nega. O italiano se diz vítima de perseguição política.

Sua extradição foi negada pelo então presidente Lula em 2009. O caso passou a ser uma bandeira da direita no Brasil.

Com a eleição de Bolsonaro o assunto voltou à tona. O presidente eleito afirmou durante a campanha que pretendia extraditá-lo.

Com o visita do embaixador nesta segunda, o tema ganhou visibilidade e é um dos mais comentados no Twitter.

Muitos apoiadores de Bolsonaro comemoram a possível extradição.

Acontece que o caso tramita do Supremo Tribunal Federal, portanto, não seria do presidente a decisão de extraditar o italiano.

Comentários encerrados.