General Mourão defende excluir o povo em nova Constituição

O vice de Jair Bolsonaro (PSL), general Mourão (PRTB), em Curitiba, defendeu nesta quinta (13) uma nova Constituição Federal formulada somente por “notáveis”, sem a participação do povo.

LEIA TAMBÉM
Adeus, Bolsonaro; Vox Populi mostra a agonia do pangaré velho

Segundo o vice, o erro da atual Carta foi justamente ter sido originária de uma Assembleia Constituinte — convocada em 1986 com o objetivo exclusivo de elaborar a Constituição promulgada em 1988.

General Mourão explicou que os “notáveis” seriam “juristas e especialistas” em leis.

O vice ainda disse que o internamento de Bolsonaro, há uma semana, devido ao atentado sofrido a faca, está impactando negativamente na campanha.

Mourão realizou palestra no Instituto de Engenharia do Paraná.

Comentários encerrados.