Por Esmael Morais

Ex-vice de Beto Richa, Flávio Arns, candidato ao Senado, pode ser beneficiado pela lava jato

Publicado em 27/09/2018

A boca de urna da lava jato contra o ex-governador Beto Richa (PSDB) poderá beneficiar seu ex-vice e ex-secretário da Educação, Flávio Arns, candidato ao Senado pela Rede.

A 55ª operação da lava jato deflagrada nesta quarta (26), que levou à prisão 18 pessoas, batizada de Anel da Integração II, que investiga pagamento de propina pelas empresas de pedágio, derreteu a candidatura de Beto Richa.

LEIA TAMBÉM
Beto Richa derreteu

Ora, quem é o maior beneficiário do derretimento do tucano? Flávio Arns, um ex-tucano, que tem a simpatia dos lavajistas de Curitiba.

A mulher do juiz Sérgio Moro, a advogada Rosângela Moro, por exemplo, já representou as APAEs em juízo e um sobrinho do ex-vice de Richa, Marlus Arns, é uma das sumidades da delação premiada na lava jato.

As APAEs, para quem não sabe, são um “feudo” da família Arns desde os tempos da saudosa médica Zilda Arns.