Cabo Daciolo é o Bolsonaro sem a assessoria do Paulo ‘Ipiranga’ Guedes


O debate na TV Band com os candidatos à presidência da República, sem Lula, o líder inconteste das pesquisas, revelou ao país a maluquice e o desvario da extrema-direita. No papel de Bolsonaro foi escalado o histriônico cabo Daciolo, um deputado parido nas hostes do PSOL carioca.

O esquema mental de Bolsonaro, e de seus seguidores, é o mesmo do cabo piradão. Mais caricatural, ele é o Bolsonaro sem a assessoria do economista e “Chigaco-boy”, Paulo Guedes -, um ultraliberal ligado à agiotagem do sistema financeiro.

Nas redes sociais da extrema-direita, Daciolo tirou um pontinho de Bolsonaro. Na mídia convencional, conquistou os seus 15 minutos de fama.

Comentários encerrados.