Por Esmael Morais

STF rejeita imprimir o voto nestas eleições

Publicado em 06/06/2018

O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta quarta (6), em plenário, dispositivo da minirreforma eleitoral ocorrida em 2015 que previa a impressão do voto nas eleições de outubro.

O posicionamento majoritário entre os ministros foi de que o dispositivo coloca em risco o sigilo e a liberdade do voto, contrariando a Constituição Federal.

Para rejeitar a impressão do voto, que para muitos significaria um seguro a mais contra fraudes, os ministros do STF deferiram liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5889.

O velho Leonel Brizola costumava dizer que “essa história de votar eletronicamente é o caminho da fraude”.