Por Esmael Morais

Meirelles quer “lular” nas eleições

Publicado em 30/06/2018

Rifado pela cúpula do MDB, o ex-ministro Henrique Meirelles quer “lular” nas eleições de outubro. Isto mesmo, o verbo “lular”, que significa legado nas áreas sociais e econômica.

LEIA TAMBÉM
Secretário-geral anuncia apoio a Roberto Requião na convenção nacional do MDB

Meirelles quer capitalizar o tempo em que ele era presidente do Banco Central, mas, talvez seja conveniente o esquecimento, ele era mantido na “coleira” pelo PT. Bastou Michel Temer deixá-lo solto, no período do golpe, para desgraçar o Brasil.

Dito isto, os mandachuvas emedebistas já tiraram o “oxigênio” de Meirelles, qual seja, o fundo partidário de R$ 234 milhões. Sem esse dinheiro e com 1% nas pesquisas, nem na convenção de julho ele passa. Aliás, a tendência é o partido não lançar candidato à Presidência da República.

Se o MDB apresentar candidato que planeja “lular” nas eleições — ora bolas, carambolas –, então por que a legenda não vai com o senador Roberto Requião, um lulista raiz?