Há algo de podre no reino do STF

Luiz Inácio Lula da Silva pode vencer a eleição no primeiro turno. Como pode um homem mantido preso liderar as pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República? Como pode o judiciário prender alguém depois de condenação sem provas? Há algo de podre no reino do STF.

LEIA MAIS
STF invoca “princípio do corporativismo” para manter Lula preso

O Supremo Tribunal Federal, que seria o guardião da Constituição, teve oportunidades explícitas de anular a sentença do juiz Sérgio Moro no caso do tríplex do Guarujá e, consequentemente, a condenação em segunda instância prolatada pelo TRF4. Não o fez. Há algo de podre no reino do STF.

Se mantiver Lula preso político, o STF na condição de ultima ratio poderá alterar a vontade do eleitor e, evidentemente, o resultado nas urnas. Há algo de podre no reino do STF.

Segundo a mesma pesquisa que dá a vitória para Lula, divulgada nesta segunda (14), mostra que o judiciário é pouco ou nada confiável para 89,3%. Apenas 6,4% dos pesquisados o consideram confiável. Há algo de podre no reino do STF.

Para 90,3% a Justiça brasileira não age de forma igual para todos. Outros 6,1% consideram que age de forma igual.

Há algo de podre no reino do STF.

Comentários encerrados.