PF deflagra nova fase da Operação Carne Fraca

A Polícia Federal expediu mandados de prisão, condução coercitiva e de busca nesta segunda-feira (5) em uma nova fase da Operação Carne Fraca, batizada de Trapaça. Dentre os alvos estão a empresa BRF, gigante do setor de carnes e processados. A megaoperação de hoje ocorreu nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e São Paulo.

O ex-presidente da empresa Pedro de Andrade Faria (2015 a 31 de dezembro de 2017) foi preso pela Operação Trapaça cujo nome é quase uma piada pronta.

Segundo a PF, cinco laboratórios credenciados junto a Agricultura e setores de análises do grupo empresarial fraudavam resultados de exames em amostras de seu processo industrial, informando ao Serviço de Inspeção Federal (SIF) dados fictícios em laudos e planilhas técnicos.

A PF informou ainda, por meio de nota, que agentes cumprem 91 ordens judiciais nos cinco estados: 11 mandados de prisão temporária, 27 mandados de condução coercitiva e 53 mandados de busca e apreensão.

Comentários encerrados.