Inseguro, Temer vai mexer na CCJ

A CCJ da Câmara virou casa da Mãe Joana, pois a tropa de choque de Michel Temer (PMDB) pretende trocar integrantes do colegiado para salvar o “chefe”.

A comissão tem 66 membros e na primeira votação contra Temer houve 13 trocas de titulares.

Temer é acusado pela PGR por “organização criminosa” e “obstrução da justiça”.

O relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), pró-Temer, deverá ser lido na tarde de hoje.

A tendência é que haja um pedido de vista coletivo – com prazo de duas sessões do Plenário –, e a discussão na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania só deverá começar na próxima semana.

Acompanhe ao vivo a sessão (no plenário:

Comentários encerrados.