Temer contra-ataca Janot em novo pronunciamento; assista

O ilegítimo Michel Temer fez um novo pronunciamento nesta terça-feira (27), um dia após a Procuradoria-Geral da República denunciá-lo ao STF por corrupção passiva.

Temer abriu fogo contra o procurador Rodrigo Janot, mas, em nenhum momento falou da mala de R$ 500 mil em propina recebida da JBS.

O denunciado falou que a peça do MPF é “uma ficção” e apresentou uma “denúncia frágil” baseada em ilação.

“Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”, declarou.

O ilegítimo chamou o delator Joesley Batista de “Senhor Grampeador” e atacou o advogado do dono da JBS, ex-membro do MPF Marcelo Muller.

“O desespero de se safar da cadeia moveu a ele e seus capangas”, disparou o Tinhoso.

Temer queria mostrar força ao lado de parlamentares, mas, no podium da coletiva, nenhum cacique de partidos da base aliada. Somente o baixo clero o prestigiou no pronunciamento.

Dentre os faltosos estavam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Comentários encerrados.