Moreira Franco dançou pela 2ª vez na Justiça

Pela segunda vez em menos de 24 horas, Moreira Franco (PMDB) dançou na Justiça Federal. Agora, a decisão partiu nesta quinta (9) do Rio de Janeiro.

Antes, porém, o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador Hilton Queiroz, havia cassado a liminar concedida ontem contra a nomeação do peemedebista no ministério da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Portanto, Moreira Franco segue no “baile”, isto é, continua dançando sem o foro privilegiado que o cargo lhe daria.

Na nova suspensão de hoje, proferida pela juíza Regina Coeli Formisano, da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro, o argumento usado foi o de que a decisão do ilegítimo presidente Michel Temer (PMDB) foi tomada de supetão, por medida provisória, em um caso sem nenhuma necessidade.

Na decisão, a juíza deu algumas sabugadas no Tinhoso Michel Temer:

“Peço, humildemente perdão ao Presidente Temer pela insurgência, mas por pura lealdade as suas lições de Direito Constitucional. Perdoe-me por ser fiel aos seus ensinamentos ainda gravados na minha memória, mas também nos livros que editou e nos quais estudei. Não só aprendi com elas, mas, também acreditei nelas e essa é a verdadeira forma de aprendizado”, escreveu que ainda afirmou “magistrado não pode se trancar em seu gabinete e ignorar a indignação popular”.

A juíza Regina Coeli Formisano também comparou o caso de Moreira Franco à nomeação de Lula na Casa Civil:

“Por outro lado, também não se afigura coerente, que suas promessas ao assumir o mais alto posto da Republica sejam traídas, exatamente por quem as lançou no rol de esperança dos brasileiros, que hoje encontram-se indignados e perplexos ao ver o seu Presidente, adotar a mesma postura da ex-Presidente impedida e que pretendia também, blindar o ex-presidente Luiz Ignácio Lula da Silva“.

Comentários encerrados.