Cai o sétimo “ministro” de Temer

temer_imbassahyO deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA) caiu antes mesmo de assumir o ministério da Secretaria de Governo, cargo que era ocupado pelo conterrâneo Geddel Vieira Lima (PMDB-BA).

Com o plantel de seis ministros defenestrados em apenas 6 meses, Michel Temer (PMDB) teria desistido do tucano em virtude de reação do dito Centrão — grupo que reúne mais de 200 parlamentares sobretudo do PSD, PP, PR e PTB.

Essa discussão envolvendo Centrão e PSDB tem relação com direta com a disputa pela sucessão na Câmara. O grupo que resiste a Imbassahy tem como candidato Rogério Rosso (PSD-DF). Os tucanos e o próprio Temer preferem manter no cargo Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é genro do ministro Moreira Franco (PMDB-RJ).

Na prática, o Centrão ameaçou melar a votação da previdência e isso fez o ilegítimo pisar o freio. Portanto, fez de Antonio Imbassahy uma “Viúva Porcina” — aquela que foi sem nunca ter sido.

Comentários encerrados.