Gleisi Hoffmann: Força, garotada!

gleisi_ocupacoes_escolasA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em sua coluna desta segunda (17), elogia o vigor dos estudantes na ocupação de mais de 500 escolas no Paraná contra o desmanche na Educação, que se materializa na PEC 241 e na autoritária reforma do ensino médio.

Força, garotada! Estudantes resistem ao desmanche na Educação

Gleisi Hoffmann*

No último dia 11, tivemos a honra de receber na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado a jovem Camila Lanes, presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, que, juntamente com representantes de outras entidades, debateu naquele espaço o que significará para a sociedade a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241.

Como se sabe, a PEC do governo limita os gastos públicos à correção da inflação por um período de 20 anos, o que vai atingir severamente os investimentos em áreas sociais, principalmente a saúde e a educação. Na condição de presidente da CAE, não poderia deixar de aproveitar a presença da combativa Camila para parabenizá-la pelo intenso trabalho que os estudantes brasileiros, especialmente os do Paraná, vêm fazendo para denunciar as ameaças à educação do país.

O movimento dos estudantes secundaristas paranaenses realmente está sendo exemplo de resistência não só à PEC 241, mas principalmente à medida provisória de reforma do Ensino Médio. Eu fico bem orgulhosa com isso, porque os estudantes do Paraná, geralmente considerado um estado mais conservador, mais à direita, estão mostrando um grande vigor nessa luta de todos nós. E a Camila, que é paranaense, encabeça com muita determinação esse movimento.

No meu estado, até este domingo, cerca de 470 escolas públicas estavam ocupadas por estudantes que não aceitam a forma açodada como o governo Temer decidiu impor a reforma do Ensino Médio. Entre outras questionáveis mudanças, a MP 746 mexe na grade curricular dos alunos, tornando opcional matérias como sociologia e filosofia. Em outra frente, seis universidades estaduais também foram tomadas em protesto contra o corte de 25% da verba dessas instituições patrocinado pelo governador Beto Richa.

Não é difícil perceber que as forças retrógradas que perpetraram o golpe parlamentar contra a presidenta Dilma estão se articulando para derrubar todos os avanços sociais conquistados nos últimos 13 anos pela classe média e pela população mais pobre. Além dos graves danos à saúde e à assistência continuada fornecida às famílias que vivem na pobreza extrema, não há dúvida de que a PEC 241 colocará em sério risco a educação, em todos os níveis.

Na semana passada, a Agência Brasil, órgão de divulgação do governo federal, informou que cerca de R$ 24 bilhões poderão deixar de ser investidos por ano em educação a partir da vigência da PEC 241. O número faz parte de estudo em elaboração pela Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira (Conof) da Câmara dos Deputados. É isso que nos espera.

A PEC também é uma ameaça ao Plano Nacional de Educação, criado há dois anos pelo governo Dilma. O plano aumenta os investimentos da União para que estados e municípios possam ampliar suas redes de ensino e, dessa maneira, levar cidadania a 3 milhões de crianças e adolescentes em idade escolar que ainda estão fora da sala de aula. Agora, qual será o futuro dessas crianças?

Já fiz aqui referência a uma simulação do economista João Sicsú, professor da URFJ. Segundo ele, se a PEC 241 estivesse em vigor entre 2006 e 2015, o governo federal teria deixado de investir R$ 321 bilhões em educação. Com isso, os governos do PT não teriam conseguido expandir as universidades públicas e os institutos federais de educação e nem investir em programas como o Fies, o Prouni e o Ciência sem Fronteiras. É um dado assustador.

Apesar desse momento de tanta desesperança, também não poderia deixar de prestar minha homenagem aos professores brasileiros, que quase nada puderam comemorar neste 15 de outubro. Tal como fazem os estudantes, a mobilização e luta desses profissionais será fundamental para que nosso país garanta uma educação de qualidade para nossos filhos.

*Gleisi Hoffmann é senadora da República pelo Paraná. Foi ministra-chefe da Casa Civil e diretora financeira da Itaipu Binacional. Escreve no Blog do Esmael às segundas-feiras.

28 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Senadora, foram 13 anos de PT, todo mundo “discutindo e elaborando” políticas para a
    educação, mas quase nada foi implementado.
    “Noves fora” a doutrinação político-ideológica e a cooptação partidária, nas escolas e
    universidades, pouco foi feito.
    Agora, quando o presidente tenta desatolar a educação, os alunos que nunca ligaram
    pra coisa, de repente querem discutir uma MP que nem conhecem.
    No ranking capital humano, que é um índice de empregabilidade, o Brasil figura em
    83º lugar, entre 130 países.
    http://cidadeverde.com/noticias/223236/educacao-ruim-deixa-brasil-na-lanterna-do-ranking-capital-humano
    Segundo nºs do ENEM, entre as 1000 piores escolas brasileiras, 980 são estaduais.
    Já entre as 1000 melhores, apenas 15 são estaduais.
    Ou seja, estamos formando uma massa de mão de obra desqualificada, para as empresas de tecnologia média e alta, massa essa, que para as empresas de tecnologia
    de ponta, é simplesmente imprestável.
    Treze anos senadora, 13 anos discutindo e elucubrando sobre a educação, e agora a
    senhora se solidariza com os pobres e desorientados meninos que pensam que vão resolver tudo no grito, mas não sabem bem o que querem.
    Sem Matemática, Geometria, Física, Química, Biologia, Português e Inglês, não há saída.
    Todas as outras matérias tem sua importância e podem ajudar na empregabilidade,
    mas as que citei acima, são fundamentais e imprescindíveis.
    Pela falta de mão de obra “made in Brazil”, empresas high tech tem que importar
    mão de obra do exterior, para conseguirem funcionar e produzir.
    A senhora sabe disso senadora Gleisi, mas a ideologia e principalmente, a
    demagogia, não a deixam externar isso.

  2. Essa não é aquela da operação formiguinha em cima dos aposentados?

  3. Se essa pilantra , o marido e o PT devolvessem o que robaram, não precisavamos da PEC 241.

  4. Esta senadora não tem e não quer comprometimento algun , só que fazer oposição, para aparecer , pois sabe que não tem mais credibilidade, os crimes de lesa ´pátria já foram descobertos, vide seu envolvimento a ao endividamebnto da Embrapa. quer bagunçar o governo Temer para esconderem suas imcompetencias, só quizeram se regogizar com o dinheiro público.

  5. Olá, boa noite. Não quero com um comentário ou outro fomentar polêmicas, apenas quero que analisem certas situações com a razão e não pura e simplesmente pela emoção. Será que esses ‘estudantes” e quem os levou a ocupar escolas pensou que em poucos dias teremos prova do ENEM, que já começaram os vestibulares, que tem terceiros anistas à espera da formalização da conclusão do ensino médio para pleitear um lugar no mercado de trabalho. São dias de aula que ao meu ver são muito preciosos para quem deseja receber um pouco mais de informação para melhorar seu desempenho nas provas que em breve terão que fazer. Será que alguém pensou no enorme problema que estão causando aos pais ou responsáveis por esses alunos sem aula que não tem onde ou com quem deixá-los no período que deveriam estar na escola? Bem acredito que ninguém parou para pensar nisso. Que democracia é essa que os cabeças da manifestação prega, que não permite que aqueles que querem estudar sejam impedidos de entrar nas escolas. Penso que já me alonguei demais, quem sabe o que escrevi seja uma norte para pensarem no que estão fazendo. Quando se trata de questões dessa natureza, não é cabível o egoísmo. Meia dúzia não tem o direito de tomar decisões por milhares.

    • O mimimi d’O Legalista se encaixa como uma luva no discurso hipócrita dos tucanos governantes. Sei discursinho rastaquera se assemelha ao “conselho” dado por um fascista ao operário que entra em greve por melhores condições de trabalho e melhores salário. Diz o fascista: “Como você pode entrar em greve e prejudicar a empresa que lhe dá emprego? Você precisa ser paciente porque o seu patrão tem que pagar impostos e garantir o seu salário no final do mês.” Que emocionante! Só que o fascista esconde a vida opulenta do dono da fábrica, seus belos imóveis, os passeios internacionais da mulher e dos filhos do empresário. Mas dá pra aproveitar a última frase d’O (falso)Legalista. Realmente meia dúzia não tem o direito de tomar decisões por milhares, ou melhor, por milhões. Como é o caso da Medida Provisória que muda o ensino médio e da PEC 421 que podem virar lei com o apoio autoritário de um pequeno grupo de brasileiros. No caso da MP, literalmente meia dúzia… de mentecaptos.

  6. Ao invés da senadora tentar fazer jus ao seu gordo salário, fica incentivando o vandalismo…devolve o q roubou corrupta..!! E vai trabalhar….será q os pais dos alunos aprovam o q estão fazendo??

  7. Ela falou e essa massa d manobra tbm, sobre os desfalques que ela realizou nos cofres públicos? Falou sobre os desvios nos empréstimos dos funcionários públicos endividados? Falou sobre seu marido bandido, sobre seu mestre Lula bandido, sobre o que o povo Brasileiro paga de impostos, com conivência do senado, sobre a sua iminente ida ao presídio para começar a pagar seus desmandos ? A não falou né?..

  8. SENADORA !! Lugar de estudantes é em sala de aula , não desvie os garotos . Bastam os maus exemplos que VCS POLÍTICOS ,generalizando mesmo , estão dando . Que seja PT,PSDB,PMDB,PP todos . A senhora devia ter vergonha do que fez junto com seu esposo . Tenha vergonha e deixe de aliciar os estudantes .

  9. O que ela e a turminha dela entrar combatendo, pode ir fundo, porém do lado contrário, porque é sinal que tá certo. Narizinho, vc e seu marido já devolveram o dinheiro surrupiado do povo ?

  10. O que essa mulher tem que se meter com o PR?
    Cala a boca, Gleisi, não atrapalha a luta dos alunos e professores.

    • A censura sempre é defendida pelos fascistas. Como na Idade Média, quando os inquisidores mandavam destruir os documentos escritos pelos seus opositores e os calavam mediante prisão.

  11. Considerando o texto da senadora, nota-se que a mesma não tem conhecimento de como anda o ensino no país. Talvez se ela se preocupasse em fazer o seu trabalho iria ver que o ensino no país tem que passar por uma reforma urgente, a proposta que é apresentada pelo Temer pode não ser a melhor, mas há de fazer alguma coisa. Só para exemplificar, senhora senadora, no Paraná há pelo menos menos 03 (três) sistemas de avaliação, bimestral, trimestral e por blocos. Isso numa transferencia de aluno causa uma prejuizo enorme. Numa mesma escola onde há professores diferentes para mesma disciplina, mesma série e turmas diferentes, não há um programa (repassado) padronizado, ou seja, cada professor se acha no direito de passar o programa que quiser.Mas o que realmente está deixando os professores preocupados é que no projeto se faz menção a uma avaliação do desempenho do docente, isso quer dizer que haverá cobrança de resultados, coisa que os professores e o sindicato não querem. e então senhora senadora, o que acha disso?

    • Muito esclarecedora sua postagem Legalista!
      Pena que muitos alunos se deixam levar por manipuladores.
      Pena que muitos professores e sindicato não queiram que suas capacidades sejam avaliadas.
      O discurso de que o ensino tem que melhorar é uma bandeira defendida por oportunistas mas quando medidas são tomadas para que se leve a efeito…… é golpe?

    • Só besteira do (falso) Legalista. Ele nem leu o texto da senadora já que, em nenhum momento, ele questiona qualquer uma das afirmações contidas no texto. E termina seu prolixo comentário com a afirmação de que professores e sindicatos são contra cobrança de resultados. Que bobagem! Desde o período em que o ministro da Educação foi Haddad que as escolas e os professores são continuamente cobrados para que suas escolas obtenham resultados melhores nos exames regulares que avaliam a qualidade do ensino. É óbvio que o sistema educacional deve ser melhorado. Aqui e no resto do mundo. Mas com reformas de peso, feitas pelos interessados nessa melhoria, não esse arremedo de reforma que até o Faustão achou um lixo. O (falso) Legalista pode impressionar um ou outro cabeça de bagre, não os cidadãos que sabem analisar o que está escondido em reformas nascidas nos covis de golpistas.

      • Olha o nível…….Faustão da Globo Golpista achou um lixo e o pessoal achou o máximo, ele tem razão!
        O Fausto quer mais é o os estudantes continuem semi-analfabetos pois só assim o filhinho dele que estuda em um dos colégios particulares mais caros do Brasil poderá se sobrepor aos alunos da rede publica.

      • Bem, se desde que o ministério da educação era capitaneado pelo sr. Haddad já existia tal cobrança, então nosso ensino já deveria ter tido um avanço. Basta verificar os dados e veremos que tudo foi bonitinho no papel, porém, a eficácia…. Eu sou de um tempo em que o ensino público era de qualidade, estudantes se preocupavam em aprender e professores em ensinar. Tem muitos professores e poucos educadores. Ensinar deixou de ser missão para ser profissão, falta comprometimento de ambos os lados, ou seja, discente não quer aprender e docente, me parece que não quer ensinar. Vou falar só de uma disciplina, Educação Física: hoje, o que vemos é um professor de Educação Física ao chegar para a aula, traz duas ou três bolas, manda os alunos se organizarem em times distribui as bolas e vai ler mensagens no celular. Nem vou falar o que os professores de Sociologia fazem com os alunos em sala de aula.

  12. Quanto pior, melhor, não é, senhora Hoffmann?

    • Quem dizia isso, no ano passado, é a turma que hoje o Parreiras Rodrigues apoia cegamente: os governos golpistas de Brasília e do Beto Richa. Se ele se esqueceu, desde o início do segundo mandato da presidente Dilma, os deputados federais controlados pelo Cunha para beneficiar Temer aprovavam todo tipo de proposta que gerava despesas para o governo federal. A jogada era óbvia: quebrar a economia do país, gerar instabilidade para a presidente Dilma, e, assim, quanto pior, melhor. Muito diferente do caso a que se refere a senadora. Ela está apoiando uma causa muito mais do que justa. Ela defende o cumprimento do que foi acordado pelo governador e a participação da comunidade nas decisões de dois projetos que afetam profundamente a vida das pessoas: a PEC 241 e a “reforma” do ensino médio. Então, tucanão, arrume argumentos para defender os governos que você apoia.

      • O q resta a essa senadora corrupta, é falar a sua plateia comunista, q com certeza deve ser uma das últimas q vai estar a sua frente…logo mais estará falando besteira no presídio…q é onde deveria estar a muito tempo… influenciar jovens secundaristas q ouvem uma união estudantil patrocinada pelo pt é fácil…mas as urnas estão representando o sentimento da maioria…fora cambada!

      • Quadrilheiros tem que colocar a Cilinha entre as pernas e ficar bem quetinho, faz igual. O Mercadante tá que ti hoje pra não ser preso.

  13. Essa senadora e uma idiota, bom fazer o que com uma pobre ladra dessas, ainda bem que esta acabada politicamente, e com certeza vai ver o sol nascer quadrado, fora corrupta, ladra.

  14. Força, tua batata tá assando e tua hora chegando.

  15. Se o judiciário desse país fosse sério essa senhora estaria presa.
    Oito delatores confirmam o pagamento de propina a essa senhora, OITO!
    Cade o pessoal do FORA CUNHA?
    Há, mas para os aliados não vale……faz parte da politica!

    • Sandice nascida de um mentecapto! Como ela poderia estar presa se nem julgada foi? Mas concordo que o judiciário brasileiro está muito longe de ser justo. Há quase 20 anos aconteceu o mensalão tucano e até hoje não tem um tucano preso pela participação nesse mensalão. Aqui o governador deita e rola mesmo sendo acusado pelo MP de ter se envolvido em corrupção das grossas.

  16. Além desses discursinhos, o que a senadora fez pelo Paraná no Senado?