Câmara inicia votação em segundo turno da PEC 241; acompanhe ao vivo

Os deputados já começaram a sessão na Câmara para votar, em segundo turno, a PEC 241 — que congela gastos em assistência, saúde e educação pelos próximos 20 anos.

O governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) faz da votação de hoje uma questão de vida ou morte.

Há resistências na oposição e na própria base governista.

Temendo surpresas, o Palácio do Planalto determinou aos partidos aliados, como o PP, que fechem questão para não haver defecções na votação da PEC.

O PP é o partido do ministro da Saúde Ricardo Barros que, contraditoriamente, não defende a pasta da eliminação de R$ 800 bilhões previstos nesse período de trevas.

O ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) também se faz de samambaia ao omitir-se diante do corte de R$ 480 bilhões, sem a devida correção.

pec241_temer_mendonca_barros

Comentários encerrados.