Rede Massa recua e não divulga pesquisa ‘mandrake’ DataRatinho

ratinho_ney_mandrakeNa semana que passou o instituto de Pesquisas Datacenso — também conhecido como DataRatinho — “realizou” um levantamento sobre a disputa pela Prefeitura de Curitiba a soldo da Rede Massa (SBT). O diabo é que a sondagem parece não ter sido feita de fato, isto é, tratou-se de uma pesquisa ‘mandrake’.

A denúncia acima foi levada ao juiz João Luiz Manassés de Albuquerque Filho, da 1ª Zona Eleitoral de Curitiba, pelo deputado federal João Arruda (PMDB), que é um dos coordenadores da campanha de Requião Filho (PMDB).

Em tese, o vazamento da pesquisa ‘mandrake’ teria beneficiado o candidato de centro-direita Ney Leprevost (PSD).

Para eximir-se de eventual fraude eleitoral, a DataRatinho (Datacenso) informou ao juízo que a Rede Massa não mais divulgará a pesquisa registrada sob número 04405/2016.

Entretanto, parece que foi tarde demais. Os números ‘fakes’ da disputa por Curitiba chegaram a ser publicados e divulgados em sites, jornais, rádios e TVs como se verdadeiros fossem. Agora esses veículos estão sujeitos à multa de R$ 160 mil cada, conforme o TRE.

A Justiça concedeu liminar para Arruda ter acesso às planilhas com identificação dos entrevistados, planilhas individuais, mapas ou equivalentes, visando conferir e confrontar dados publicados, mas o DataRatinho não forneceu os documentos autorizados pelo juiz.

Comentários encerrados.