Em artigo, Requião Filho “joga confete” no arquiteto e ex-prefeito Jaime Lerner

Requiao_FillhoO deputado Requião Filho (PMDB), pré-candidato à Prefeitura de Curitiba, neste sábado (30), em artigo de opinião, joga confetes para o ex-prefeito Jaime Lerner. Não foi a primeira vez que o peemedebista flertou com o lernismo na capital paranaense. Há mais de mês que se fala da genialidade do urbanista e arquiteto na Rua Frederico Cantarelli, no bairro Bigorrilho. Abaixo, leia e ouça a íntegra do texto:

É preciso ter ideias inteligentes para uma Curitiba melhor

Requião Filho*

A Curitiba parada, pacata, mansa dos dias de hoje, não parece ser a mesma que passará a existir nas próximas eleições. Ataques, conchavos e agressões deverão subir ao palco. O atual prefs buscando atingir um dos seus pré-adversários criticou (com toda a razão) uma aliança esdrúxula de um pré-candidato com o campeão de rejeição Beto Richa. Para atingi-los disse que era a volta do Lernismo.

Não vejo assim. Infelizmente, pelo que vejo nos acordos políticos, não tenho dúvidas que não estamos diante retorno do Lernismo, muito pelo contrário. Vejo apenas um ajuntado de pessoas de má-fé que não representam nem o Jaime e muito menos o Lernismo.

Para mim, Curitiba bem que poderia usar mesmo um pouco do Lernismo, me refiro aqui à criação de parques de verdade, medidas urbanísticas modernas, transporte público renovador, trânsito fluente com conectoras e vias rápidas, canaletas exclusivas para o transporte coletivo, expressos, dentre tantas outras transformações positivas que foram realizadas em nossa Capital, colocando-a como referência mundial!

Sequer sugiro aqui que teria a simpatia do antigo prefeito como candidato, a própria filha de Jaime informou aos jornalistas da capital, por meio de uma carta, que ele não pertence a nenhuma das campanhas existentes, tampouco identifica qualquer semelhança de sua atuação política com os presentes candidatos. “Não existe a volta do Lernismo porque meu pai não faz parte nem do Governo do Beto Richa e muito menos da campanha do Rafael Greca simplesmente porque tem mantido distância de qualquer posicionamento político desde que saiu do governo. O Lernismo hoje só é representado por ele, eu, minha irmã, nossos maridos e filhos, ninguém mais”. (Ilana Lerner Hoffmann)

Acredito que o eleitor da Capital realmente busque entre os candidatos para Prefeito algo que se assemelhe ao espírito empreendedor e modernista.

Depois de tanto tempo abandonada a nossa Curitiba, TODA ELA, de ponta a ponta, do Caximba ao Santa Cândida, do Cajuru ao Riviera, está carente de boas ideias, de intervenções inteligentes, sejam elas acupunturas urbanas, um novo plano piloto ao estilo de Lúcio Costa ou o traço inconfundível de um Oscar Niemeyer.

Essa política de detração, do mal dizer, é a velha política e nós não a queremos mais.

O que está errado na nossa Capital o Curitibano já sabe, ele vive Curitiba. A hora agora é de apresentar soluções!

Comentários encerrados.