Por Esmael Morais

Vaza reunião da comunicação de Richa realizada em sala blindada

Publicado em 23/05/2016

#chatiado com o fogo-amigo,

Tio-torto diz que sobrinho distante culpa a Comunicação por sua baixa popularidade.

O secretário Márcio Vilela transferiu a reunião da sala de imprensa para o GGI – Gabinete de Gestão de Inteligência que fica embaixo do gabinete do governador. Lá existe um sistema de bloqueio de celulares para evitar vazamentos.

Tio está #chatiado com o que classificou de fogo-amigo; o vazamento de sua estratégia de cooptação de veículos da velha mídia e institutos de pesquisa para um trabalho mais pragmático de reversão dos péssimos índices de popularidade do governador Beto Richa.

O tio começou mal a reunião e já perdeu o comando da equipe quando cravou uma pérola: “A percepção geral é de que à Comunicação não funciona”!

Entre caras e bocas poucos tiveram a coragem de partir para o contraditório. Um decano entre os presentes lembrou ao noviço secretário que a equipe é a mesma que transformou Beto no melhor prefeito do Brasil, o elegeu governador em 2010 e reeleger-se em 2014 batendo de uma só vez os senadores Roberto Requião e Gleisi Hoffmann no primeiro turno.

Outro jornalista contou no cafezinho que há uma tentativa de desviar o foco dos reais problemas enfrentados por Richa: corrupção evidenciada pelas operações quadro-negro e publicano, inoperância de varias áreas do governo, falta de recursos apesar dos sucessivos tarifaços da Copel, Sanepar e Detran, além do arrocho fiscal promovido pela secretaria da fazenda; sem falar nos personagem carimbados homem-da-sogra e primo-distante, que ao lado do copiloto e do parceiro de tênis formam o “quarteto fantástico da improbidade”.

“O problema sempre é de quem fala ou deixa falar; nunca de quem faz ou deixa fazer”, disse outro presente a reunião que bateu recorde de público, tinha mais gente pra bater o ponto do que no UFC da Arena do Atlético.

Entre as primeiras medidas foram anunciadas novas embalagens para serviços que já tinham sendo executados há anos, como a distribuição de pod casts de rádio para as emissoras do interior.

Outra inovação proposta por Vilela será a quantificação estatística do trabalho – tudo será levado em forma de relatórios gerenciais ao governador com um padrão de assinatura: Atenciosamente, Marcio Villela.