Pixulecos na comunicação de Richa

richa_comunicacaoGarganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, relata mudança na guarda da comunicação social de Beto Richa (PSDB). Com a promessa de reviravolta em 90 dias, o “tio-torto” do tucano que assumiu a pasta no começo deste mês já a terceirizou para Eugenio Odppis Junior, que será o secretário de facto. O modus operandi, segundo o nosso Julian Assange das Araucárias, será ‘pixuleco daqui, pixuleco dali’ para amansar a velha mídia. A seguir, leia a íntegra do relatório do X-9 mais famoso do Hemisfério:

Garganta Profunda de Londrina: “tio-torto” promete recuperar imagem de sobrinho distante em 90 dias

Ainda não se sabe qual coelho sairá da cartola. Como é engenheiro civil e desconhece os meandros da comunicação – apenas o businessMárcio Vilela, o “tio-torto” do sobrinho distante Beto Richa (PSDB), está terceirizando a Secretaria de Estado da Comunicação Social.

A oficialização dessa mudança vem acompanhada de uma série de normas rígidas sobre jornalistas da casa, funcionários de carreira e comissionados. Um dos comandos enérgicos será o cumprimento de oito horas de jornada de trabalho. Independente de qual a função.

Vilela convocou para esta segunda-feira (23), às nove da manhã, uma reunião geral com todos pra apresentar o novo mandachuva da área: Eugenio Odppis Junior, que até então respondia pela Comunicação do município de Araucária, comandado pelo peemedebista Olizandro Ferreira (PMDB).

Será Junior o secretário de Comunicação de fato. Vilela chamou para si o relacionamento comercial com fornecedores, veículos e principalmente a bancada de deputados mais conhecida como “Bancada do Camburão”, que lhe dá cobertura política junto ao sobrinho distante.

Na reunião de amanhã, quem chegar depois das nove da manhã não poderá entrar na sala. [Eu, Garganta Profunda de Londrina, acompanharei bem de perto. Repasso depois o que foi discutido aos retardatários.]

90 dias

Os primeiros passos para o projeto de recuperação da popularidade foram duas reuniões estratégicas do “tio-torto” com barões da velha mídia.

Aos deputados que lhe protegem, Vilela disse que enquadrou a blogueira Ana Amélia Cunha Pereira e seu irmão Guilherme. Acenou com a volta de uma verba mensal de 2 milhões de reais em troca de trégua jornalística nas coberturas de protestos, das operações Publicano e Quadro-Negro.

Outra agenda que já deu resultado foi a enquadrada que o genro do falecido Zé do Chapéu, o uruguaio Nicolas Meijia, da Folha de Londrina, tomou: “ou troca o comando editorial ou está suspenso o jabá de 200 mil”. Resultado: rodou a editora Fernanda Mazzini, uma das mais preparadas profissionais da imprensa paranaense. Sua demissão causou revolta entre os jornalistas de Londrina, que não vão dar trégua ao tio e ao sobrinho. E principalmente ao primo-distante Luiz Abi Antoun, que tem forte participação em toda essa história…

A conferir os próximos passos.

  • Sensacional a matéria jornalistica.

    • Quer materia jornalistica vai ver a globo veja folha esses recebem rios de dinheiro para manipular vc agora blogs como esse são minoria pois a manipulação de vcs conseguiram tirar a dilma pq não le blog rola bostas que só falam bem do patrão

  • O tio torto não conseguiu levantar o olizandro imagina o beto lixo que está envolvido atá o pescoço em corrupção, a record a rede massa dá nojo de assistir elas parecem uma sucursal piorada da e-paraná a rpc ainda mostra alguma coisa da roubalheira do desgoverno,o povo precisando de tanta coisa como segurança , remédios, e vaga em hospitais e o betinho enchendo os bolsos dos sanguessugas das mídias marrons.