Por Esmael Morais

PT deverá formalizar afastamento da base de Fruet na Câmara

Publicado em 10/12/2015

O Blog do Esmael apurou que após a decisão pela candidatura própria petista, cujo nome mais cotado é do deputado Tadeu Veneri, “gustavistas” foram cobrar posição da vice-prefeita Mirian Gonçalves.

Indignada com o bullying de correligionários de Fruet, a vice-prefeita pediu demissão da Secretaria Municipal do Trabalho.

A tropa de choque do prefeito Gustavo Fruet tem adotado a política do “dá ou desce” com os petistas que ainda têm cargo na administração municipal. Ou seja, ou sai do PT e ingressa no PDT ou será exonerado do cargo em comissão.

Por conta do bullying político sofrido pelos filiados ao partido, o diretório municipal do PT de Curitiba deverá recomendar a saída da base governista na Câmara.