Coluna da Maria Victória: Curitiba tem famílias em situação de risco a exemplo de países da África

Maria Victória se apresenta hoje (30) como colunista do Blog do Esmael nas segundas-feiras; aos 23 anos, deputada estadual e pré-candidata a prefeita de Curitiba pelo PP, ela conta sua história de vida: “estudei por cinco anos na Suíça, trabalhei na China e realizei projetos humanitários na África”; mas a jovem parlamentar chegou a seguinte conclusão: “percebi que não precisava ir a África para encontrar cenários vistos no continente africano, já que aqui no Paraná e mesmo dentro de Curitiba temos milhares de famílias vivendo em situações de risco, convivendo diariamente com falta de saneamento básico, energia e água”; nova colunista tem como ídolos, por óbvio, sua mãe e seu pai, a vice-governadora Cida Borghetti (PROS), e o deputado federal Ricardo Barros, vice-líder do governo Dilma Rousseff (PT), bem como o ex-governador Jaime Lerner e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; leia, ouça, comente e compartilhe.

Maria Victória se apresenta hoje (30) como colunista do Blog do Esmael nas segundas-feiras; aos 23 anos, deputada estadual e pré-candidata a prefeita de Curitiba pelo PP, ela conta sua história de vida: “estudei por cinco anos na Suíça, trabalhei na China e realizei projetos humanitários na África”; mas a jovem parlamentar chegou a seguinte conclusão: “percebi que não precisava ir a África para encontrar cenários vistos no continente africano, já que aqui no Paraná e mesmo dentro de Curitiba temos milhares de famílias vivendo em situações de risco, convivendo diariamente com falta de saneamento básico, energia e água”; nova colunista tem como ídolos, por óbvio, sua mãe e seu pai, a vice-governadora Cida Borghetti (PROS), e o deputado federal Ricardo Barros, vice-líder do governo Dilma Rousseff (PT), bem como o ex-governador Jaime Lerner e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; leia, ouça, comente e compartilhe.

Download do áudio

“Conheço esta cidade
como a palma da minha pica.
      Sei onde o palácio
sei onde a fonte fica,

      Só não sei da saudade
a fina flor que fabrica.
      Ser, eu sei. Quem sabe,
esta cidade me significa.”

Curitibas (Paulo Leminski)

Maria Victoria Borghetti Barros*

E como essa cidade me significa! Como muitos que aqui residem, também me considero curitibana. Maringaense de nascimento,vivo aqui desde os 13 anos; a família de minha mãe, Cida Borghetti, é curitibana. Minha querida avó dona Ires Anna Borghetti e seu Ivo Borghetti (in memorian), proprietários do restaurante Cantina Grande e militantes políticos e ligados aos movimentos da Igreja Católica, educaram seus 13 filhos com muita disciplina e amor. Tamanho amor, que une esta grande família cheia de problemas, soluções, tristezas e muitas alegrias. Aqui sinto-me em casa: acolhida pela minha família e por bons amigos.

É uma honra poder compartilhar minhas ideias e convicções neste espaço. Hoje, começarei com uma apresentação informal e com o passar das semanas dividirei este espaço para relatar meu trabalho, dificuldades e conquistas.

Meu grande objetivo é ampliar o debate, a discussão das boas ideias e, acima de tudo, atrair gente do bem para atuar na política, pessoas que assim como eu, desejam fazer a diferença.

Aos 23 anos, já me vejo em uma posição de tamanha responsabilidade. Responsabilidade que aprendi em casa, desde cedo. Aos 6 anos de idade estava no palanque, pedindo votos para os candidatos Ricardo Barros, Jaime Lerner e Fernando Henrique Cardoso; que alegria perceber que comecei lutando por meus maiores ídolos da política Brasileira.

Sou empresária há 5 anos. Tenho uma escola bilíngue para crianças, outra fonte de inspiração para entrar na política e possibilitar a mesma educação fornecida na minha escola para todas as crianças paranaenses.

Trago no coração uma tarefa desafiadora, a implementação do inglês em todas as escolas municipais. Através de um indicação minha, há aproximadamente três anos, o prefeito de Maringá, Roberto Pupin, com sua visão empresarial e foco em educação, tornou o sonho em realidade e hoje todas as escolas municipais de Maringá ensinam a língua inglesa. Um pequeno passo, de uma caminhada que temos à frente.

Embora ter nascido na política, nem sempre tenho meus mestres por perto para me orientar. Não é fácil, mas não me arrependo em momento algum das escolhas que fiz.

Assim como amo esta cidade, amo a política, não me imagino fazendo qualquer outra coisa e tenho fé na nossa gente e no nosso país. Não basta só reclamar do atual cenário político onde muitas decepções estão se revelando através da imensa corrupção e ficar de braços cruzados. Temos de participar e fazer melhor.

Comecei a minha vida escolar em Curitiba aos dois anos de idade na turma da Ms. Rosinha, da Escola Internacional de Curitiba.  Filha de políticos, sempre mudando de cidade para acompanhar meus pais tive uma vida escolar diversificada e interessante: estudei no Colégio Joao Paulo II em Brasília, no Colégio Marista e Platão em Maringá, fiz Positivo, TASIS (The American School in Switzerland), estudei por cinco anos na Suíça, trabalhei na China e realizei projetos humanitários na África.

Experiências que contribuíram não só na minha educação mas também a me apresentar diferentes e distantes realidades. Aliás, durante a última campanha percebi que não precisava ir a África para encontrar cenários vistos no continente africano, já que aqui no Paraná e mesmo dentro de Curitiba temos milhares de famílias vivendo em situações de risco, convivendo diariamente com falta de saneamento básico, energia e água.

E é por isso que trabalho e me levanto todos os dias de manhã, para fazer o que realmente amo: ajudar as pessoas que precisam. Agradeço todos os dias aos meus pais por terem me dado as condições de me formar uma cidadã do mundo, mas com o coração Brasileiro.

Transferiram-me o dom de servir as pessoas, ajudar a construir um lugar melhor. Assim como muitos filhos de médicos são médicos, filhos de engenheiros são engenheiros porque filhos de políticos não podem se espelhar em seus pais?

Meu pai, Ricardo Barros tinha razão quando dizia que uma campanha e um mandato seriam a melhor pós-graduação do mundo. Nunca pensei entender de assuntos tão diversificados em tão pouco tempo. O preparo para o plenário, presidir e participar de comissões, PEC´s, projetos e lei, o estudo constante das constituições estadual e federal e do regimento interno da Assembleia Legislativa. A necessidade de buscar diariamente o conhecimento jurídico.

Aproveito mais uma vez a oportunidade para agradecer os 44.780 votos de confiança depositados em meu nome para cumprir este mandato de Deputada Estadual. Estou fazendo o meu melhor para honrá-los com honestidade e força de vontade para persistir e driblar as dificuldades diárias impostas em meu caminho.

Na semana passada, percorri os bairros Tatuquara, Caximba e Villa Pantanal aqui de Curitiba. Muitos me perguntaram se estava me candidatando, respondi que estava voltando para visitar e tomar nota dos problemas encontrados e dar o devido encaminhamento. Aos poucos, com humildade continuo o trabalho para fazer a diferença: “E no fim, não são os anos em sua vida que importam. É a vida em seus anos”. Abraham Lincoln.

Caro Esmael Morais, agradeço mais uma vez esta oportunidade. Parabéns por sua postura democrática ao me convidar para participar de seu blog.

Quem é Maria Victória?

 

Nome: Maria Victoria Borghetti Barros / Empresária / Hotelaria / Deputada Estadual

Data de Nascimento: 01/02/1992   Idade: 23 anos

Graduação:

Ensino Médio 1º. Ano – TASIS – The American School of Switzerland – 2007

– Ensino Médio 2º. Ano – ISC – International School of Curitiba – 2008

– Ensino Médio 3º. Ano – Positivo – 2009

Hotelaria e Gestão de Eventos  – SHMS – Swiss Hotel Management School –2012

-Cursando Pós-Graduação em Administração Pública – UNICESUMAR – 2015

Cursos:

Facebook Business Master Class Program – SHMS – Swiss Hotel Management School – 2012

– IV Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral – Instituto Paranaense de Direito Eleitoral – IPRADE, Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral – IBRADE e Universidade Positivo – 2014

-“Lemann Dialogue” Discutindo Políticas Publicas Educacionais na Universidade de Stanford – 2014

-Liderando Reformas Educacionais: Desafios e Oportunidades para os próximos 4 anos – Fundação Lemann e Universidade de YALE – 2015

– Liderança Executiva em Desenvolvimento pela Primeira Infância – HARVARD –2015

Carreira Política:

Presidência do PP Jovem / Juventude Progressista do Paraná – 2013

– Eleita Deputada Estadual do Paraná com 44.870 votos –2014/2015

  • Autora da Lei Semana Estadual Maria da Penha nas Escolas;
  • Autora da Lei da Política de Tratamento das Doenças Raras no Estado do Paraná;
  • Autora da Lei que institui a Semana de Conscientização de Defesa da Educação Inclusiva.

*Maria Victoria Borghetti Barros é deputada estadual, pré-candidata a prefeita de Curitiba pelo PP, vice-presidente da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa do Paraná. Ela escreve às segundas-feiras no Blog do Esmael sobre “Educação e Cultura”.

Comentários encerrados.