Deu chabu nas testemunhas do primo de Richa; Ratinho Jr e Tiago surtam

Publicado em 1 setembro, 2015

abi_ratinho_tiagoO k-suco ferveu nesta terça-feira (1º) no Palácio Iguaçu, informa Garganta Profunda de Londrina. O motivo? Ora, ele, o indefectível Luiz Abi Antoun, primo famoso do governador Beto Richa (PSDB), que indicou uma penca de secretários e deputados como testemunhas de defesa na operação Publicano (propina na Receita Estadual).

O quiproquó ocorreu porque Ratinho Júnior (PSDB) e o deputado Tiago Amaral (PSB) foram reclamar ao chefe-mor Beto Richa. Houve ameaça e choro, de acordo com o nosso Julian Assange das Araucárias.

Depois de horas de lavagem de roupa suja, a defesa de Luiz Abi curvou-se. Ratinho Júnior e Tiago Amaral, ambos também enrolados na operação Publicano, do Gaeco, foram retirados da lista de testemunhas.

Observador atento, Garganta Profunda de Londrina cravou essa: “O primo distante, mas muito presente, foi falar de corda na casa de enforcado; por isso deu chabu”, filosofou.

Outros auxiliares de Beto Richa menos afortunados continuaram na lista de testemunhas de Luiz Abi Antoun.

Comments are closed.