Por Esmael Morais

“Charrete” batida pelo presidente da Assembleia custa quase R$ 700 mil

Publicado em 15/06/2015

A batida da charrete de Traiano chamou a atenção para a reposição de aulas nos sábados à tarde, que não estão nada tranquilas.

O governo Beto Richa proibiu a sexta aula e “premiou” educadores que não participaram da greve dispensando-os do trabalho. Esse formato, segundo os críticos, divide a categoria e cria dois professores de uma mesma disciplina para os alunos — o que poderia dificultar a aprendizagem.