Juristas dão ‘sinal verde’ para o impeachment de Beto Richa

impedimentoO julgamento simulado do governador Beto Richa (PSDB) e o ex-secretário de Segurança Pública, Fernando Francischini (SDD), realizado na última sexta-feira (8) na Reitoria da UFPR, repercutiu nacionalmente e serviu para abrir caminho a um provável processo de impeachment do tucano pelo massacre dos professores e servidores no Centro Cívico, em Curitiba, no último dia 29 de abril.

O evento realizado pela Faculdade de Direito e do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) lotou o teatro da reitoria e foi transmitido ao vivo pelo Blog do Esmael, entre outros canais, a partir de imagens geradas pela TV UFPR.

Um dos pontos altos do evento foi a fala do professor Celso Antonio Bandeira de Mello (jurista, PUC-SP), na qual foi defendida a tese da responsabilidade direta do governador Beto Richa pelos eventos, que estaria portanto passível de sofrer o processo de impeachment por crime de responsabilidade pelo massacre dos servidores.

Em sua fala, Bandeira de Mello, também falou de um possível processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff (PT), que, segundo ele, não se justifica. “A presidente sofreu diversas manifestações, mão não mandou polícia alguma bater nos manifestantes, muito pelo contrário”. (Abaixo, assista ao vídeo).

O fato é que o Paraná como um todo rejeita o governo Beto Richa, que já vinha mal, mas destruiu tudo que restava de aprovação ao atacar de maneira cruel os professores e servidores no último dia 29 de abril.

Até a revista Veja, defensora ferrenha dos tucanos Brasil afora, detona com Richa. A jornalista paranaense Joyce Hasselmann, em vídeo exibido no portal da revista, decreta que Beto conquistou a proeza de ser mais impopular que Dilma. “O homem que tinha tudo para ser uma espécie de menino prodígio da política no ninho do PSDB hoje faz um governo medíocre e que respira por aparelhos. É um tucano que levou a carreira política para a UTI.”

O também jurista e blogueiro Tarso Violin elencou em seu blog os passos necessários para o processo de impedimento de Richa avançar. A princípio, o único obstáculo é de origem política. Apesar de ter perdido apoio de alguns deputados, o governo ainda detém maioria na Assembleia Legislativa, o que inviabilizaria a instalação do processo.

Mas a base governista já diminuiu por conta do conturbado processo de aprovação do confisco da previdência dos servidores. Havendo pressão popular, a base pode ceder e ruir de vez.

Separamos abaixo a fala do jurista Celso Antonio Bandeira de Mello em que ele defende o impeachment de Richa: 

25 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. vamos parar o brasil é a unica solução ff aa

  2. Estamos mal de prefeito a presidente, não tem escapatória mesmo. Ainda tem gente que vem defender partido por aqui, pelo amor de Deus, gentinhas como vocês que estão destruindo o país, se importam mais em defender um bando de imbecis eleitos que estão pouco se importando com vocês do que realmente se importar com a atual situação do país. Não há quem escape, seja qual esfera esteja representando, municipal, estadual ou federal.

  3. Uma longa caminhada depende do primeiro passo. Espera-se, portanto, que a população Paranaense, depois desse 1º passo, consiga abrir a consciência e sentir a importância em participar CONSCIENTEMENTE da vida em sociedade. Aqui no Paraná, principalmente em Curitiba, o grau de analfabetos políticos, adentra ás raias do insuportável… nessa última eleição é inadmissível que depois, inclusive do Beto ter tentado “passar à mão” nos depósitos judiciais (conluiado c/ o então Presidente do TJ que conseguiu impor seu filho no TC e que está a receber s/trabalhar por conta de uma liminar do STF) o povo tenha votado no Beto p/Governador. A mídia, o judiciário, os abastados, dominaram completamente a vontade da população que só recebia revolta (On line).Importante dizer: quer dominar a vontade de alguem ? Implante nele a revolta. Foi o que fizeram.

  4. Esmael, faça a postagem também da integra do pronunciamento do Souto Maior.

  5. Só mais um complemento: Sr. Jurista Bandeira de melo: DO MESMO LUGAR QUE VEM O BANDIDO, NA SUA ÓTICA, VEM A POLICIA MILITAR. Pois bem, esse lugar Sr. Bandeira de Melo se chama SOCIEDADE, que é mesma que veio o Senhor, a sua Mãe, o seu Pai, que na sua fala, disse que ele era Desembargador. Resumindo Sr. Bandeira de Mello, o seu julgamento é precipitado e na esfera jurídica, pode-se dizer EIVADO DE VÍCIO.

    • Ailton, Por que tanta defesa? O professor já colocou a culpa no governo. Que neura é essa? Talvez vc do alto de sua competência não saiba que a polícia, a “justiça” foi criado pela burguesia e para a burguesia, não é pra defender trabalhador; até defende, mas, em tendo que comparar, fica do lado do burguês, no caso do governador. A polícia é treinada para ser violenta. Isso é mentira?!!!

  6. Este indivíduo, “jurista” Bandeira de Melo, na sua fala, foi bem até os 12:57 minutos, a partir daí, entendo que a sua idade avançada pesou no seu raciocínio, pois ao dizer que a polícia militar vem do mesmo antro da bandidagem, lamentavelmente se equivocou, pois sou policial militar e se DEUS quiser até a morte serei policial militar e digo com o maior orgulho: MINHA ORIGEM É POBRE SIM, PORÉM NÃO ADVIM DE NENHUM ANTRO, SEMPRE FUI, SOU E SEMPRE SEREI HONESTO E TRABALHADOR, 26 ANOS DE SERVIÇO, FICHA LIMPA, EXCEPCIONAL COMPORTAMENTO, portanto “Sr. Bandeira de Melo” lave sua boca com soda cáustica ao se referir e generalizar que todo Policial Militar é truculento, advém de alguma pocilga, advém de antros da bandidagem, etc…Como jurista e principalmente como Professor, acredito que seus alunos, com este seu senso de julgamento, que ao invés de julgar o culpado da sociedade, julga a sociedade como culpada, forma os tais “black blocks” da vida e aí, com certeza, serão os próximos a nos dar trabalho e por consequência, seu julgamento arcaico. É uma lástima “Professor” Bandeira de Melo, ouvir uma pessoa como o Sr. se dirigir a uma instituição sesquicentenária, como é o caso da Polícia Militar do Paraná dessa forma. Maçã podre “Sr. Bandeira de Melo” existe em qualquer lugar e a PM do Paraná não está livre disso, porém é a única organização que julga de forma eficaz as suas “maçãs podres”, expulsando-as do seu seio. Reconheço sim que houve violência, porém na minha visão e quero crer se o Sr. avaliar sob a minha ótica vai entender, a existência de um cordão policial no local aquele dia nos dá a idéia de que transpor tal cordão seria tido como ameaça, agressão, desrespeito e principalmente desacato, obrigando àquele cordão impedir uma eventual invasão…como assim ocorreu, a reação não poderia ser outra…ninguém é santo Sr. Bandeira de Melo, os eventuais excessos da PM serão apurados nos Inquéritos instaurados e consequentemente, os eventuais culpados, julgados serão…E POR PARTE DOS CIVIS, SR BANDEIRA DE MELO, NINGUÉM COMETEU NENHUM DELITO, NENHUMA CONTRAVENÇÃO, NENHUM CRIME???? Por favor “professor” faça uso da sua inteligência, principalmente na área do direito. Existe um dito popular…”Quando um não quer, dois não briga”. Em síntese, Não haveria bombas, balas de borracha, gás de pimenta, etc…se o princípio da Lei fosse respeitado. Na democracia o direito de protestar é sagrado, assim como o direito de trabalhar também o é. O Sr. Sabe muito bem, constitucionalmente falando, o seu direito termina aonde começa o meu…Tenha uma boa noite!

  7. O ilustre criticou a PM, chamando-a de violenta, e acredito na ocorrência de excessos, mas seria interessante que o jurista, culto que é, não apontasse só o que considera errado. Teria efeito pedagógico se tivesse citado qual deveria ser a postura da PM diante da iminente invasão da Assembleia. Certo é que o efetivo policial só estava defendendo o exercício legal da democracia, em cumprimento à ordem judicial.
    Criticar é fácil, difícil é apontar a solução, não culpo a PM (tropa), à exceção dos abusos.
    Análise da ação PM:
    Missão: Cumprir ordem judicial que proibia o acesso à Assembleia Legislativa e manter a ordem pública.
    Meios utilizados: PMs e acessórios para controle de massas.
    A ordem era legal? Sim.
    Objeto da ordem: A defesa do livre exercício democrático por parte dos legisladores.
    Então de quem é a culpa? Bom, isso deve ser apurado por quem de direito e de forma isenta.
    Isenção essa que me pareceu não ter existido por parte do jurista palestrante, que, aliás, pelos elogios que fez ao Sr. Fachin, indicado para ministro do Supremo pela presidente do país, homem declaradamente comunista, fiquei com a impressão que o nobre jurista, jogou para a plateia.

    • O supra sumo do coxismo: quando é com tucano, a culpa é da vítima (e do jurista que apoia “comunista”, sim, “comunista”… há quantas décadas esse cérebro ficou no formol?), quando é com petista, o agressor é a vítima. Deuspaitodopoderoso, para que gastar tantas letras com tamanha asneira?

    • Caro Wanderlei

      Quero fazer algumas ponderações em relação ao seu comentário:
      Objeto da ordem: A defesa do livre exercício democrático por parte dos legisladores

      Você acha mesmo que houve alguma liberdade mesmo depois de pronunciamento de deputado afirmando que não teria nem papel de bala se não votasse com o governo?
      Então de quem é a culpa? Bom, isso deve ser apurado por quem de direito e de forma isenta. Você acha isso necessário? Pois eu te afirmo que o culpado é o Beto Hitler.
      Quanto a tropa da PM queria ver toda aquela bravura contra bandidos, porque bater em professor qualquer um bate.

  8. Parabéns, Esmael, pelo belo trabalho que faz no Paraná. Se não fosse você, o resto do Brasil nunca ia saber as aberrações da política paranaense.

  9. BETO RICHA NA CONDIÇÃO DE GOVERNADOR, FAZ TEMPO PERDEU A MORAL, A CREDIBILIDADE E PERDEU O CONTROLE DE SUA ADMINISTARÇÃO!

    Esmael e demais estamos assistindo, estarrecidos, estupefatos, segundo a imprensa, o poder de mobilização do crime organizado nas entranhas do Estado do Paraná. Muitos políticos, estudiosos, especialistas daqui para frente procurarão entender as razões pelas quais esse quadro se estabeleceu. Mas qualquer simples e humilde pessoa do povo percebe e perceberá, sem medo de estar equivocada, que essa situação é devido exclusivamente a omissão e da falta de credibilidade dos nossos homens públicos, os quais nunca, em tempo algum, elegeram o combate à corrupção e a criminalidade dentro da administração pública como uma prioridade, os quais, diante de uma oferta de caráter pessoal, costumam agir sinuosamente. As medidas, nessa área, sempre foram muito tímidas. Imaginam os nossos representantes legais que basta a edição de uma lei (nova Lei da Previdência) para, num passe de mágica, cobrir furos orçamentários no sentido de encobrir a corrupção e a criminalidade de agentes públicos. Ou seja, enquanto o Estado oficial se esfacela, por pura falta de boa vontade dos nossos homens públicos, o Estado oficioso se fortalece e se organiza.
    Omissos os nossos homens públicos, nessas e em outras questões, tratam os cidadãos como se fossem uns capachos, humilhando-os, fomentando e estimulando, com sua omissão, as desigualdades sociais, estimulam o surgimento das organizações criminosas dentro do estado,
    Nas histórias das sociedades, sempre foi assim: quando o Estado oficial se omite, o Estado paralelo (criminoso) se fortalece.
    Os nossos homens públicos, a quem delegamos o poder para enfrentar essas questões, são os únicos responsáveis pelo caos que se verifica atualmente no Paraná. È que esses homens públicos, no poder, só se preocupam com as próximas eleições, só defendem os seus próprios interesses ou das organizações políticas que representam. Falta aos nossos representantes legais, nos Poderes Executivo e Legislativo, ademais, credibilidade para enfrentarem o problema. Essa falta de credibilidade e moral dos nossos homens públicos, faz por exemplo um “líder criminoso” como Marcos Willians Herbas Camacho (Comandante máximo do PCC), o Marcola, o qual, diante dos membros da CPI do Tráfico de Drogas e Armas, afirmar, sem rodeios:
    “E o que é que os governadores e deputados fazem? Não roubam também? Que moral tem algum político dependendo do lado que esteja para vir gritar na minha cara? Nenhuma.”
    Abstraindo o que há de exagero nessa afirmação, porque parte da falsa premissa de que todo político é corrupto, a verdade é que o pito de Marcola nos políticos traduz, à toda evidência, o que pensa a maioria do povo brasileiro dos nossos políticos. A falta de credibilidade dos nossos homens públicos, nos âmbito dos Três Poderes, torna muito mais difícil a solução do impasse. Num país em que um líder de uma organização criminosa como o PCC tem mais credibilidade junto aos seus liderados bandidos que um governador ou deputado, por exemplo, é fácil prever que a tendência, se tratando do estado do Paraná, é a piora da situação.

      • celso,vc esta certo em tudo que escreveu acima só nao esqueça de uma coisa eles(politicos estao certos em fazer o que fazem) por que quem é omisso nesta situçao é o proprio povo ou seja eu, voce ,o padeiro da esquina,o jurista, o dono do supermercado, esta na nossa mao mudar o rumo dessa historia , e vc ja parou para pensar por que nao muda?

  10. Parabens ao professor Celso Antonio Bandeira de Mello!!!
    Os membros do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, devem deixar este video constantemente sendo repassado para que assim, que sabe, possam absorvê-lo e aplicar todo o ensinamento repassado (é claro se conseguiram entendê-lo. CHEGA DE DESIGUALDADE E DE DESINFORMAÇÃO!!!

    • Ótimo!!! Precisamos que esse Beto Richa com os que o apoiam no judiciário e legislativo que o apoiam sejam expulsos do poder. Que tenhamos o direito de substituir esses cúmplices deste governo ditador por políticos decentes que realmente, possam merecer a confiança dos paranaenses.

  11. O grande jurista professor Celso Antonio Bandeira de Mello pediu o Impeachment do playboy!!! Deputados do Paraná tomem uma atitude.

  12. O desgoverno de pinóquio, o boneco que se fudeu de verdade, está igual a vaso de barro mal feito: rachado!
    Metade pensa no enterro do manequim de funerária, metade pensa em seus carguinhos comissionados…
    Rossoni-Roçado, o ex-escudeiro de pinóquio na AL e teoricamente seu atual defensor na câmara federal,cmandou a pobre cria de Lerner-gepetto limpar aquele seu brioco de madeira em outra vizinhança, colocando o malfadado e bemfudido bonecocô-desgovernador, no ninho de cupins que é a oposição, esta por sinal, muito mais organizada e bem gerida do que TODO O DESGOVERNO DO BETO-MARIONETE-DE-FESTA-DE-MOLEQUE-MIMADO!

  13. o beto covarde ditador já era.

  14. Porque eu sou playboy, filhinho de papai.
    Eu tenho um pitbull, e eu imito o que ele faz.
    Sou playboy, filhinho de papai.
    Eu era um debilóide, fiquei ainda mais.

  15. Este sr. foi sensacional em sua fala! Parabéns aos organizadores do julgamento!

  16. A revoada de tucanos será em 2018, será a ordem do ano, destruir o ninho tucano no Paraná, São Paulo, Santa Catarina etc.. etc… Vamos aprender com os mineiros o fora nas urnas.
    Acesse o LInk:
    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/horacio-batista-enquanto-os-professores-apanham-no-parana.html