Por Esmael Morais

Juristas dão ‘sinal verde’ para o impeachment de Beto Richa

Publicado em 11/05/2015

O fato é que o Paraná como um todo rejeita o governo Beto Richa, que já vinha mal, mas destruiu tudo que restava de aprovação ao atacar de maneira cruel os professores e servidores no último dia 29 de abril.

Até a revista Veja, defensora ferrenha dos tucanos Brasil afora, detona com Richa. A jornalista paranaense Joyce Hasselmann, em vídeo exibido no portal da revista, decreta que Beto conquistou a proeza de ser mais impopular que Dilma. “O homem que tinha tudo para ser uma espécie de menino prodígio da política no ninho do PSDB hoje faz um governo medíocre e que respira por aparelhos. É um tucano que levou a carreira política para a UTI.”

O também jurista e blogueiro Tarso Violin elencou em seu blog os passos necessários para o processo de impedimento de Richa avançar. A princípio, o único obstáculo é de origem política. Apesar de ter perdido apoio de alguns deputados, o governo ainda detém maioria na Assembleia Legislativa, o que inviabilizaria a instalação do processo.

Mas a base governista já diminuiu por conta do conturbado processo de aprovação do confisco da previdência dos servidores. Havendo pressão popular, a base pode ceder e ruir de vez.

Separamos abaixo a fala do jurista Celso Antonio Bandeira de Mello em que ele defende o impeachment de Richa: