Requião Filho anuncia que vai protocolar pedido de impeachment de Beto Richa; assista ao vídeo

tadeu_richa_requiaofilhoO deputado estadual Requião Filho (PMDB), vice-líder da oposição, prometeu nesta quarta-feira (15) protocolar pedido de impeachment do governador Beto Richa.

O parlamentar peemedebista denunciou da tribuna uma manobra contábil aprovada hoje à tarde na Assembleia Legislativa, por 36 votos a 10, que adequa a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ao rombo nas contas estaduais de 2014, evitando a reprovação pelo Tribunal de Contas (TC).

Para Requião Filho, a maquiagem contábil tentada pelo governador paranaense enseja o pedido de impeachment porque o PSDB Nacional protocolou pedido idêntico contra a presidenta Dilma Rousseff (PT).

“Mas a questão do Beto Richa é mais grave, por isso seu afastamento é mais viável que o de Dilma”, considerou.

“O PSDB pediu o impeachment da Dilma por ter alterado a LDO. O governador do Paraná não pode ir contra o que defende o PSDB. Vamos apresentar o pedido de impeachment do governador assim como o PSDB fez no âmbito nacional, com o agravante de que aqui o governador faz a manobra orçamentária depois do final do ano fiscal”, comparou o filho do senador Roberto Requião.

O discurso do deputado peemedebista sinaliza bem qual será o próximo passo da luta política no estado. Requião se comprometeu publicamente a protocolar o pedido para afastamento do tucano, caso o texto seja aprovado. Hoje ocorreu a primeira votação. (veja no vídeo abaixo).

Segundo o deputado Tadeu Veneri (PT), líder da bancada oposicionista, o pacote de ajuste fiscal também autoriza o executivo a vender créditos tem o Estado tem a receber, como o ICMS.

“São créditos decorrentes de impostos que o executivo receberia nos próximos anos. Como o projeto permite que sejam vendidos, haverá inevitavelmente um deságio, comprometendo o equilíbrio financeiro do Paraná e causando prejuízos a curto prazo.”

Assista ao discurso de Requião Filho:

Comentários encerrados.