Graça cai. Meirelles, “amigo” de Requião, cotado. Ação dispara

dilma_graca_petrobrasO ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, desafeto de estimação do senador Roberto Requião (PMDB-PR), é cotado para assumir a presidência da Petrobras. Segundo informações do Brasil 247 e da Folha, Graça Foster caiu.

Ainda segundo das duas fontes, a executiva não resistiu à s pressões decorrentes da Operação Lava Jato, que investiga desvios bilionários na estatal de petróleo. A presidenta Dilma Rousseff, até então, vinha defendendo a permanência da presidenta da estatal.

Por outro lado, a agência de notícias Reuters registra que o Palácio do Planalto nega a queda de Graça.

De acordo com o site Infomoney, especialista em economia, a notícia sobre a saída de Graça Foster fez as ações da Petrobras dispararem 9% na manhã desta terça-feira (3).

Para Requião, Meirelles é verdeira encarnação de Mamom (dinheiro) e representante do capital vadio (mercado).

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É show de horror ou são máscaras para o carnaval ? Será a a desonestidade deixa as pessoas mais feias ? Se for com base nestes fatos e fotos, acho que sim.

  2. Quem tá preocupado é o ministério das Forças Armadas.
    Sem muitos armamentos pesados, perder um canhão como a Des-Graça Foster, é ruim.
    Dizem que o ministro vai pedir a ministra do meio ambiente, a “bela” Izabella Teixeira, prá substituir a irmã gêmea do Predador…

  3. Ta na hora de Impeachment. Fora DILMA, Esgoto policito do Brasil, que enfiou o País na LAMA. A Marolinha do Molusco de 9 dedos virou um Tsunami de Esgoto sobre o Brasil. Vamos a RUA Expulsar esse lixo do PODER.

  4. Ora por favor…! Não tem outro nome???

  5. Se Dilma resolver por o Henrique Meirelles na Petrobrás o objetivo é entregar pra Chevron! Tanto que FHC e Serra tão de olho gordo!

  6. Agora a “des” graça tem que ir pro chilindró… e os apartamentos doados a parentela confiscados.