Coluna do Marcelo Araújo: Uma retrospectiva do fracasso de Fruet

araujo_burrina_fruet.jpgMarcelo Araújo*

No último artigo do ano, eu gostaria de agradecer a todos que tiveram paciência de lê-los e dedicaram algum tempo para enviar comentários, independentemente de concordar ou não comigo, pois afinal quem se expõe publicamente seu pensamento está sujeito a elogios e críticas.

O que me deixa modestamente envaidecido é que NENHUM comentário divergente fez qualquer reparo ou correção no conteúdo do que foi escrito, limitando-se a críticas pessoais.

Achei oportuna uma retrospectiva de assuntos que merecem atenção e satisfação para a população, diante de uma postura silente e omissa do prefeito Gustavo Fruet. Vamos lá:

– O caso do vandalismo praticado pelo Coordenador de Mobilidade e Presidente da JARI da Setran, besuntando com graxa veículos estacionados irregularmente;

– O caso das 60 mil notificações que foram canceladas após denunciarmos a perda de prazo no seu envio. A prefeitura jogou a culpa nos Correios, dizendo que não cumpriram o contrato devido a uma fatura não paga mas não se tem notícia de nenhuma ação contra os Correios buscando reparar o prejuízo. Já os Correios preferiam o silêncio a falar que na verdade a prefeitura pecou ao não renovar o contrato em tempo e o fez com data retroativa;

– O concurso para novos agentes de trânsito, que na época movimentou o Executivo e o Legislativo para criação do cargo a tempo de exercerem sua atividade durante a Copa do Mundo. Não saiu nem vai sair e se os atuais são mantidos nas mesmas condições da gestão anterior é porque entendeu-se que a cessão e credenciamento feitos na gestão anterior estavam regulares;

– A licitação dos radares, que nem continuou nem parou, mas deixou de ser assunto de destaque, e continua normalmente o pagamento mensal pela ocupação dos equipamentos feita na gestão anterior, o que também demonstra que foi a melhor solução e está regular; e

– As multas dos guinchos na Linha Verde, cujos autuados foram orientados a fazer defesa as quais seriam deferidas e até agora estão indefinidos. Ao que se sabe acumulam-se quase 50 mil processos de defesa sem decisão na Setran.

Aprendi com meu pai que não se deve buscar qualidades nos defeitos dos outros, mas há um fato que não pode ser negado: há mais cobrança de quem você considera ser melhor, e isso vale para jogador de futebol, tênis, etc., corredor (a pé, de bicicleta, carro ou moto), e a partir de agora até surfista como Rafael Medina.

Há uma tendência de compaixão por quem é ruinzinho, mas esforçadinho, que chega no último lugar, que completa a prova. Qualquer semelhança entre a atual gestão municipal e a anterior não é mera coincidência.

Feliz Ano Novo!

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas segundas-feiras para o Blog do Esmael.

16 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. http://www.niltonbobato.com.br/Pagina/nilton-bobato-denuncia-ao-mp-favorecimento-em-licitacao-do-projovem/362/

    Nilton Bobato denuncia ao MP favorecimento em licitação do Projovem

    sexta-feira, 1 de novembro de 2013 – 16:07

    O vereador Nilton Bobato (PCdoB) protocolou, na tarde de hoje (01), no Ministério Público, mais uma denúncia de favorecimento em contrato realizado pelo município. Desta vez, a suspeita recai sobre o processo licitatório do Projovem Urbano de Foz do Iguaçu, que culminou na contratação de duas empresas de Curitiba, ligadas ao grupo político que governa o Estado e o município. No documento, Bobato desenrola a trama marcada pela falta de transparência e por fortes indícios de favorecimento. As irregularidades no processo de credenciamento chegaram a ser denunciadas na Câmara Municipal de Vereadores. Os vereadores Nilton Bobato e Anice Gazzaoui tentaram obter informações e documentos sobre a licitação do Projovem através do Requerimento 349/2013, mas o pedido foi rejeitado pela Casa de Leis.
    De acordo com o documento, “o primeiro indício que levou à suspeição de favorecimento é a data de abertura das empresas. No site da Receita Federal, consta que as duas empresas foram abertas no mês de julho, uma no dia 24 e outra no dia 18, ambas inscritas em empresário individual, e os endereços, ao que tudo indica, residenciais”. O vereador questiona ainda como foi feita a avaliação da experiência e de aptidão técnica se as empresas haviam sido recém-abertas.
    As duas empresas selecionadas através de processo de inexigibilidade de licitação estão no nome de Giliane Dias Posselt e Cláudia Dias Chagas, que poderão receber até R$ 30 mil durante o contrato de 18 meses. O valor estipulado é de R$ 100,00 hora-aula com previsão máxima de 376 horas.
    A denúncia releva que as duas proprietárias são funcionárias do governo do estado. Cláudia Regina Chagas é a atual Coordenadora do Projovem na capital e Giliane Dias Posselti é servidora na área de educação da prefeitura em Curitiba, conforme Diário Oficial 51/2013.
    As manobras para possibilitar o credenciamento das duas empresas, segundo as denúncias, consistem na condução do processo de credenciamento, formulação do edital e na falta de transparência durante a chamada pública. “Em simples análise do edital de concorrência, é possível detectar as manobras engendradas com o intuito de eliminar possíveis concorrentes de Foz do Iguaçu e favorecer as empresas de Curitiba diretamente ligadas ao grupo político que comanda os governos estadual e municipal”, explicou Bobato.
    De acordo com o vereador, o pivô do processo seria Joni Silva Correia, que atualmente ocupa o cargo de Diretor Administrativo no Patronato Municipal. “Ele veio de Curitiba para Foz do Iguaçu por conta da indicação do prefeito municipal para ocupar o cargo de Diretor Administrativo no Patronato Municipal, é filiado ao PSB e já foi candidato a deputado pelo partido e diretor de Convênios da Secretaria de Trabalho no mandato do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB)”. As duas proprietárias das empresas contratadas também já teriam trabalhado com Joni Silva Correia.
    Segundo a denúncia, para garantir a contratação das empresas, Correia, coordenador do processo de credenciamento, vetou, no edital, a participação de servidores da administração municipal local, medida considerada ilegal pelo vereador. “A restrição desrespeita a Lei das Licitações e demonstra claramente a ilegalidade do processo licitatório, feito unicamente com o desejo de cumprir um acordo político”.

    as duas são da prefeitura e a segunda no texto da setran

  2. essa também é para o marcelo, só agora tomaram providencia

    http://depenandoacoruja.com.br/secretario-da-agricultura-joao-matkievicz-apresenta-nova-maquina-umamfi-e-despejada-do-predio-interditado-da-prefeitura-de-foz-edilio-joao-dallagnol-psb-devera-ser-rec

    Projovem urbano

    A questão da contratação para gestão do Projovem Urbano em Foz do Iguaçu, que já havia sido questionada na última sessão (3) pela Vereadora Anice, ganhou maior repercussão na sessão de hoje com novas informações do Vereador Nilton Bobato que denunciou, na tribuna, que a mesma comissão que licitou foi nomeada coordenadora do programa na cidade. “É impressionante como esse governo consegue juntar pessoas de fora para resolver problemas políticos. Precisamos de explicações”. A Vereadora Anice que fez o requerimento solicitando informações sobre o certame, destacou que a votação foi adiada na sessão passada, mas que será discutida na próxima terça-feira (10). (CMFI)

    Duas empresarias de Curitiba, quais tiveram Inexigibilidade de Licitação ao Projovem, abriram empresas com apenas 6 dias de diferença e possuem a mesma atividade econômica principal

    NOME EMPRESARIAL

    GILIANE DIAS POSSELT”“ABERTURA-18/07/2013

    TÍTULO DO ESTABELECIMENTO (NOME DE FANTASIA)

    DESENVOLVIMENTO GERENCIAL E EDITORIA

    CÓDIGO E DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE ECONÔMICA PRINCIPAL

    Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial

    R-LUIZ DELFINO ““ Casa ““ Portão ““ Curitiba-PR

    DATA DA SITUAÇÃO CADASTRAL-18/07/2013 ““ (meia nova?)

    Prazo da contratação: até 18 (dezoito) meses.

    Valor contratado: R$ 100,00 (cem reais)/hora aula, previsão máxima de até 376hs. (X 100,00= R$ 37.600,00);

    NOME EMPRESARIAL

    CLAUDIA REGINA CHAGAS-ABERTURA-24/07/2013

    TÍTULO DO ESTABELECIMENTO (NOME DE FANTASIA)

    MMC

    CÓDIGO E DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE ECONÔMICA PRINCIPAL

    Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial

    R-LIVIO PETTERLE ““ Apto 305 ““ Atuba ““ Curitiba-PR

    DATA DA SITUAÇÃO CADASTRAL-24/07/2013 – (meia nova?)

    Prazo da contratação: até 18 (dezoito) meses.

    Valor contratado: R$ 100,00 (cem reais)/hora aula, previsão máxima de até 376hs. (X 100,00= R$ 37.600,00);

    Fora, fora, fora, FORASTEIROS!”¦.

    http://www.niltonbobato.com.br/Pagina/nilton-bobato-denuncia-ao-mp-favorecimento-em-licitacao-do-projovem/362/

    as duas são da prefeitura e a segunda no texto da setran

  3. Gostaria de perguntar ao Marcelo, Pq tenho que pagar pedágio, sendo que a lei diz que o governo é obrigatório dar uma rota alternativa daquelas que são pedagiadas? E o meu direito de ir e vir? Pois a partir do momento que me obrigam a pagar varias vezes pra exercer meu direito, isso vai contra a constituição. Se o governo quer dar a rodovia a terceiros não tenho nada com isso, muito menos ter que pagar, sendo que já pago. E outra cade as rotas alternativas, pois pra existir o pedágio, tem que existir rotas alternativas tá na lei… O que me diz??? Cade meu direito? Não tenho??

  4. Não estou aqui para bancar o advogado deste Marcelo,mais que a administração Fruet não saiu do lugar isto é fato.
    Como diria o outro,não tenho pena porque é meu dinheiro que está sendo mau admistrado.
    FRUET PEGA A TUA TURMA E SOME,RALA,CAI FORA QUE É UM FAVO PARA NOSSO BOLSO.

    SÓ LEMBRANDO,VOTAMOS EM VC NÃO POR SUAS PROMESSAS QUE SABÍAMOS ERAM FALSAS,MAIS PARA TIRAR A CORJA DO BETO DA TETA.

    NA PRÓXIMA ELEIÇÃO QUEM SE CANDIDATAR LEVA.

  5. QUE O CENTRALIZADOR E DITADOR DA ERA MODERNA E SUA FRAQUISSIMA EQUIPE SÃO OS PIORES ADMINISTRADORES DE NOSSA CIDADE ISSO TODOS JA SABEM , AGORA PERGUNTO LHES , QUEM A OPOSIÇÃO COLOCARÁ PARA BATER CHAPA CONTRA ELES !!!!! DEUS QUEIRA QUE ACHEM ALGUÉM DESCENTE , PORQUE PIOR DO QUE ESTÁ AÍ É HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL…

  6. Marcelo Araújo fiscaliza o executivo municipal, pois “nossos” vereadores não fazem.

  7. Assim, falar a verdade machuca, por isso os “advogados” contrários ficam alvoraçados. Parabéns Dr. Marcelo.

  8. Na verdade esse Marcelo Araújo é um ressentido, mas tenho que concordar com ele que essa “jestão” do Fruet está péssima. Agora os motoristas entraram em greve. Ele não sabe escolher uma boa equipe e não sabe gerenciar – isso está evidente. Fruet, pede para sair!

  9. Não sou e não fui eleitor do Fruet e também acho que está fazendo uma medíocre e sofrida administração, mas gostaria muito de saber (aí tem …!) porque esta coluna se concentra quase que exclusivamente em criticas ao atual prefeito da capital.

  10. Em primeiro lugar o seu nobre pai deveria ter ensinado você respeitar as pessoas.
    Medindo a distância entre orelhas 30mm e medindo a sua cabeça 25mm e a do Fruet 40mm, deduzimos que as orelhas do burro servem em você.Já vi arrogante sem noção mas você bateu o recorde. Ao animal peço desculpas, ninguém merece ser comparado com você.

  11. Esmael esse marcelo é um advogadinho muito ruim; alem do que; parece ser um dos comissionadinhos enrustidos do beto lixo; o cara não tem moral alguma para criticar o Gustavo Fruet

    • Não tenho procuração pra defender o Doutor Marcelo Araújo, mas, tenho coragem suficiente pra dizer que esse tal fake do “leo” é um comissionado do Fruet. Defender o chefe é legal, porém, nada justifica desclassificar um adversário a altura como o nosso blogueiro das segundas. Só porque escreve a verdade? Saia do armário “leo”, se refele, mostre sua cara.

    • É verdade! Ele é cria do Richa, tanto é que foi secretário de trânsito na administração do Ducci. Saiu porque estava dirigindo com a carteira cassada. Belo exemplo, hein? Não deveria estar neste blog…

  12. Concurso para agentes nada ,tem agentes saindo da setran e com licença médica e sem reposição de pessoal e quem fica trabalha por 5, 6 agentes, radares nas mãos da consilux ,aluguel de quase 80 mil na sede da setran sendo que a prefeitura tem imóveis que poderia alocar a setran. Enfim não dá para ter pena dos gestores e do prefeito fruet por que é o nosso dinheiro pago em impostos taxas multas etc etc.. que está bancando esses incompetentes que estão deixando curitiba uma cidade cada vez pior em todas as áreas principalmente a saúde.

  13. Fruet está mais apavorado que cachorro em foguetório,
    mais por fora que porteiro de “boîte”, e mais confuso
    que cachorro em procissão.
    Personalidade exitante e claudicante, aliada a uma
    assessoria descompromissada com resultados, que atende
    aos reclames de minorias “barulhentas” a qualquer
    preço, deu nisso: um prefeito que mais parece um
    biruta de aeroporto.
    Acredito que o nosso “bom” povo fique com pena dele,
    e o reeleja em 2016.
    Pra que servem os “otário-eleitores”?