Veja por que Gustavo Fruet deverá manter a aliança com o PT em 2016

fruet_dilma_richa.jpgMuito se fala na reaproximação do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), com o governador Beto Richa (PSDB), ambos separados no ninho pelas circunstâncias conjunturais das eleições de 2012. Nesta sexta-feira (21), o Blog do Esmael foi à  luta por informações que confirmassem ou desmentissem esse “namoro”.

A matemática é mais cruel para aqueles que advogam pela reaproximação do pedetista com o tucano.

No último ano e dez meses de gestão Fruet, a Prefeitura de Curitiba investiu em obras R$ 1,2 bilhão. Desses recursos, R$ 850 milhões vieram do governo federal comandado por Dilma Rousseff (PT), R$ 350 milhões são de dinheiro próprio e apenas R$ 50 milhões de origem no governo do estado, ou seja, uma mixaria liberada por Richa.

De acordo com o balanço parcial, a parceira entre o PT e o prefeito Gustavo Fruet está fazendo bem para a capital de todos os paranaenses. A avaliação é consenso no Palácio 29 de Março, sede do executivo municipal. Portanto, a tendência é que a aliança entre pedetistas e petistas continue em 2016.

A briga de foice, no PT, será pela vice de Fruet. Correntes internas, a exemplo de 2012, deverão colocar a faca entre os dentes para tomar o lugar da atual Mirian Gonçalves, que, por óbvio, tentará defender a posição.

Comentários encerrados.