Justiça libera Requião para chamar Richa de “Piá de Prédio”

Publicado em 20 setembro, 2014
Compartilhe agora!

Requião foi autorizado pela Justiça a chamar Richa de "Piá de Prédio"; neste sábado (20), tucano fez carreata solitária em alguns bairros da capital sem os Ratinho; será que eles já pularam fora do barco?!, especulava-se hoje pela manhã na tradicional Boca Maldita; Requião, a 15 dias da eleição, preferiu comícios, corpo a corpo e carreatas mais massivos na região metropolitana de Curitiba; abaixo, leia a decisão do TRE que autoriza a sátira e o embate político na campanha.
Requião foi autorizado pela Justiça a chamar Richa de “Piá de Prédio”; neste sábado (20), tucano fez carreata solitária em alguns bairros da capital sem os Ratinho; será que eles já pularam fora do barco?!, especulava-se hoje pela manhã na tradicional Boca Maldita; Requião, a 15 dias da eleição, preferiu comícios, corpo a corpo e carreatas mais massivos na região metropolitana de Curitiba; abaixo, leia a decisão do TRE que autoriza a sátira e o embate político na campanha.
O juiz Lourival Pedro Chemim, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ao analisar pedido de reforma de liminar que retirou do ar o site do PMDB por 48 horas, decidiu liberar o senador Roberto Requião de classificar o governador Beto Richa (PSDB) de “Piá de Prédio”. Segundo o magistrado, críticas ácidas e com sátiras não ofendem a honra do candidato tucano na expressão utilizada pelo peemedebista.

“Piá de prédio, menino de luxo, daqueles meninos que aprenderam empinar papagaio no ar condicionado da sala da mamãe, alimentados com purê de maça e com mucilon, gente fina que nunca trabalhou na vida. Mas entram no governo financiado por quem? Pelos donos do pedágio aos quais eu estava combatendo em função dos preços altos. Três milhões de reais receberam para fazer campanha (…)”, diz um trecho do discurso de Requião, em União da Vitória, no dia 27 de agosto, registro em vídeo que estava hospedado no site (www.requiaopmdb.com.br) no link “#TV15”.

No entanto, o juiz manteve a condenação à  Requião no que diz respeito à  denúncia de corrupção que teriam originado os tarifaços nas contas de água e luz.

Richa reclamou à  Justiça do candidato do PMDB que estaria usando “discurso ofensivo, denigrindo a imagem do atual governador com menções irônicas, vexatórias e ridicularizantes, a fim de falar novamente de pedágio, a qual já foi inúmeras vezes apreciada”.

Ainda de acordo com Chemim, Requião até pode falar que a campanha de Richa recebeu R$ 3 milhões do pedágio, mas não pode dizer que o governador do PSDB desistiu oficialmente de ações ajuizadas contra as concessionárias das rodovias.

A seguir, leia a íntegra da decisão do TRE que libera Requião para chamar Richa de “Piá de Prédio”:
https://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/09/pia_predio_tre.pdf

Compartilhe agora!

Comments are closed.