Salário Mínimo Regional: Gleisi Hoffmann desmente Gazeta do Povo

Campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná, em nota, desmentiu matéria de capa do jornal Gazeta do Povo. Petista afirma que em momento algum assumiu compromisso de baixar o Salário Mínimo Regional. Nesta quarta-feira (20), ao Blog do Esmael, o senador Roberto Requião (PMDB) disse que não assinou o compromisso na Fiep. Gazeta do Povo, edição de hoje, também registra que o peemedebista foi o único a prometer aplicação da inflação e do índice de produtividade estadual no cálculo do Salário Mínimo Regional. A Fiep é contra a política de valorização do Salário Mínimo Regional em vigor no estado desde 2006.

Campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná, em nota, desmentiu matéria de capa do jornal Gazeta do Povo. Petista afirma que em momento algum assumiu compromisso de baixar o Salário Mínimo Regional. Nesta quarta-feira (20), ao Blog do Esmael, o senador Roberto Requião (PMDB) disse que não assinou o compromisso na Fiep. Gazeta do Povo, edição de hoje, também registra que o peemedebista foi o único a prometer aplicação da inflação e do índice de produtividade estadual no cálculo do Salário Mínimo Regional. A Fiep é contra a política de valorização do Salário Mínimo Regional em vigor no estado desde 2006.

Em nota oficial, o jornalista Abraão Benício, coordenador de imprensa na campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná, afirma que em momento algum a candidata assumiu compromisso de baixar o Salário Mínimo Regional.

“Assim como o Requião e o Beto, ela assinou o caderno de compromissos da FIEP. OS TRàŠS ASSINARAM”, garante em nota o coordenador, desmentindo a capa do jornal Gazeta do Povo.

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) é contra a política de valorização do Salário Mínimo Regional em vigor no estado desde 2006.

Nesta quarta-feira (20), ao Blog do Esmael, o senador Roberto Requião (PMDB) disse que não assinou o compromisso na Fiep. O jornal Gazeta do Povo, na edição de hoje, também registra que o peemedebista foi o único a prometer aplicação da inflação e do índice de produtividade estadual no cálculo do Salário Mínimo Regional.

Leia o desmentido da campanha de Gleisi Hoffmann:

Entendo que o Requião queira pautar este tema, já que foi o criador do mínimo regional, mas é preciso agir com responsabilidade.

Procurada pela Gazeta, Gleisi deixou claro que não prevê qualquer alteração no modelo de correção do mínimo regional.

Sabemos que é um tema que envolve a vida de trabalhadores e empregadores, e deve ser tratado com seriedade.

Sou a favor da manutenção do salário mínimo regional e qualquer alteração passa por amplo diálogo com todos os segmentos da sociedade envolvidos nesta discussão!, Gleisi.

Comentários encerrados.