Turismo: Richa promove farra com dinheiro da Educação para chefes de NREs e diretores de escolas

O governador Beto Richa, que reclama da falta de empréstimos da União, promove farra turística com recurso da Educação aos comissionados dos 32 Núcleos de Educação (NREs) e diretores das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná; visitantes são recebidos para conhecer instalações do Palácio Iguaçu e Assembleia Legislativa; coincidentemente turistas são recebidos pelo trio Richa-Arns-Rossoni, candidatos à  reeleição, à  Assembleia e à  Câmara, respectivamente; por outro lado, professores e funcionários são submetidos a humilhantes parcelamentos de direitos salariais e trabalhistas.

O governador Beto Richa, que reclama da falta de empréstimos da União, promove farra turística com recurso da Educação aos comissionados dos 32 Núcleos de Educação (NREs) e diretores das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná; visitantes são recebidos para conhecer instalações do Palácio Iguaçu e Assembleia Legislativa; coincidentemente turistas são recebidos pelo trio Richa-Arns-Rossoni, candidatos à  reeleição, à  Assembleia e à  Câmara, respectivamente; por outro lado, professores e funcionários são submetidos a humilhantes parcelamentos de direitos salariais e trabalhistas.

O governador Beto Richa (PSDB), em campanha pela reeleição, abriu as portas do Palácio Iguaçu a visitações de chefes de Núcleos Regionais de Educação (NREs) e diretores de escolas do Paraná. Nesta terça-feira (3), conforme registro da própria Agência Estadual de Notícias, 28 diretores e demais servidores comissionados foram recebidos na sede do executivo estadual e também fizeram um tour pela Assembleia Legislativa. Tudo pago com dinheiro público, é claro.

Os diretores-turistas são recebidos pelo ex-secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB), pré-candidato a deputado estadual, pelo atual titular da Secretaria de Educação (SEED), Paulo Schmidt, e pelo presidente da Assembleia, deputado Valdir Rossoni (PSDB), pré-candidato a deputado federal.

Na semana passada, o trio Richa-Arns-Rossoni já havia levado à  capital paranaense — com tudo pago pelo erário — uma expedição de 100 (cem) escolas do NRE de Pato Branco, da região Sudoeste. Foram 350 pessoas que passearam pelos corredores do Palácio Iguaçu e Assembleia (clique aqui).

A SEED possui 32 NREs, que cobrem administrativamente as 2,1 mil escolas da rede pública estadual. Ou seja, faltam trinta grupos virem a Curitiba para a sessão beija-mão dos tucanos que se destacaram nos últimos 3 anos pela destruição da educação — outrora a melhor do país.

Richa fica choramingando que não tem dinheiro porque o governo federal boicota empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste, mas tem recurso de sobra para patrocinar turismo de diretores de escolas e servidores comissionados dos NREs? Enquanto isso, os salários dos professores “óhhh…”.

Comentários encerrados.