Momento Cultural: “Abre essas pernas” (Velhas Virgens); assista

velhas_virgens_leilao.jpgHoje é sexta-feira, dia de pequena pausa na política e de Momento Cultural com a banda paulista Velhas Virgens. “Abre essas pernas” é o maior sucesso do grupo de rock que tem letras irreverentes e maliciosas.

O ápice da música é quando começa o “leilão”, por volta de 3’55” neste vídeo. Qualquer semelhança com o comportamento de políticos paranaenses é mera coincidência.

Assista ao vídeo da banda Velhas Virgens:

Acompanhe a letra da música:

Abre Essas Pernas
Velhas Virgens

“As mulheres e as galinhas
São dois bichos interesseiros
A galinha pelo milho
E a mulher pelo dinheiro”

Abre essas pernas pra mim baby
Tô cansado de esperar
Você dá pra todo mundo
Só pra mim que você não qué dá

Esse papo de pele e de química
Não tem nada a vê
Não é filme, nem novela
à‰ só sexo, eu e você

Já deixei você nua em pêlo
E na hora você deu pra trás
Então abre essas pernas pra mim, baby
Pra aprender como é que se faz.

Você pode dizer o que quer
Nem por isso vou dar pra você.
Eu só transo com quem eu quero
E na hora que eu escolher

Animal é que trepa
Sem sentir e sem gostar
Não sou bicho e nem planta
Nem boneca pra você me usar

Você vem com essa pica imensa
Pensando que vai me comer
Eu não abro as pernas pra você, baby
Não adianta você querer.

Abre essas pernas…
Nãão!
Abre essas pernas…
Nãão!
Abre essas pernas…
Nãão!
Abre essas pernas…

Todo mundo abriu
Só você quer negar
Abra essas pernas pra mim, baby
Abra e deixa eu entrar.

Abre essas pernas pra mim, baby
Que papo é esse de emoção?
Eu tô falando é de vai e vem
Será que você é sapatão?

Eu nunca vi uma mulher
Que não gostasse de foder
Até hoje ninguém disse “Não”
E a primeira não vai ser você.

Eu tô te oferecendo
Vinte centímetros de prazer.
Abra essas pernas pra mim baby
Vai ser bom, você vai ver!

Me tire da cabeça!
Não adianta me cobiçar!
Sei que você come todo mundo,
Mas comigo não vai rolar

Nem tua grana, nem teu carro,
Nada vai me convencer.
Não sou burra, nem tô a venda,
Nem pagando você vai me ter.

Pode ir pro banheiro
E tocar uma bronha se quiser
Eu não abro as pernas pra você, baby
Digo não e sou mulher.

Abre essas pernas…
Nãão!
Abre essas pernas…
Nãão!
Abre essas pernas…
Nãão!
Abre essas pernas…

Todo mundo abriu
Só você quer negar
Abre essas pernas pra mim, baby
Não
Abre e deixa eu entrar.

Você diz que a minha grana não te compra.
Você diz que só faz com emoção.
(só com amor, benzinho!)
Vou provar que todo mundo tem um preço.
Eu vou provar. Começando o leilão
70 – não!! 90 – não!! 150 – nãaaaao!!
300 – não!! 500 – não!! 790 – nãao!!
800 – não!! 900 – não!! uma milha…

Assim eu dou,
Não dá pra negar.
Assim eu dou,
Não dá pra agà¼entar!

Só não pense que eu sou puta!
Eu tô gostando de você.
Vou abrir as minhas pernas
Por amor, por prazer!

Puta, você? nem pensar!
Puta, você? o que é que há?
Foi amor a primeira vista que eu vi!
Foi “química, lance de pele vem aqui”!

Benzinho, você sabe
Eu te amo tanto

Eu sabia desde o começo.
Só faltava acertar quanto.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to tell you that I am new to blogs and absolutely liked you’re web page. Most likely I’m likely to bookmark your website . You amazingly come with exceptional stories. Appreciate it for revealing your blog site.

  2. Hoje Velhas em Pato Branco – PR na Uper \m/