Coluna do Ricardo Gomyde: Curitiba de braços abertos para o mundo e o desenvolvimento

Publicado em 10 maio, 2014
Compartilhe agora!

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, abre contagem regressiva para o início da Copa em Curitiba: 16 de junho; colunista aponta o "espetáculo" do desenvolvimento proporcionado pelo campeonato da Fifa na capital paranaense; Gomyde destaca ainda a visita da presidenta Dilma na sexta que, além de conhecer a Arena da Baixada, palco dos jogos, anunciou quarto projetos que somados terão investimentos de R$ 5,2 bilhões, garantindo o aprimoramento do transporte coletivo e da qualidade de vida do cidadão curitibano; na segunda-feira (12), lembra o especialista de políticas de inclusão social, a Associação Comercial do Paraná lançará a campanha Curitiba de braços abertos para o mundo!; leia o texto e compartilhe.
Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, abre contagem regressiva para o início da Copa em Curitiba: 16 de junho; colunista aponta o “espetáculo” do desenvolvimento proporcionado pelo campeonato da Fifa na capital paranaense; Gomyde destaca ainda a visita da presidenta Dilma na sexta que, além de conhecer a Arena da Baixada, palco dos jogos, anunciou quarto projetos que somados terão investimentos de R$ 5,2 bilhões, garantindo o aprimoramento do transporte coletivo e da qualidade de vida do cidadão curitibano; na segunda-feira (12), lembra o especialista de políticas de inclusão social, a Associação Comercial do Paraná lançará a campanha Curitiba de braços abertos para o mundo!; leia o texto e compartilhe.
Ricardo Gomyde*

A capital paranaense viveu um dia histórico nesta sexta-feira (09.05). Ao receber a visita da presidenta da República, Dilma Rousseff, que conheceu a renovada Arena da Baixada, palco de quatro jogos da Copa do Mundo a partir de 16 de junho, Curitiba foi contemplada com uma série de boas notícias.

Antes de conferir in loco a reta final de preparativos para o estádio brilhar no Mundial, Dilma Rousseff participou da cerimônia de assinatura de recursos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC 2) para o construção da primeira linha de metrô da cidade. O projeto prevê a implantação de um sistema com 14 estações, num investimento de R$ 4,56 bilhões, incluindo recursos dos governos federal, estadual e municipal e da iniciativa privada.

A construção do metrô é somente uma das novidades anunciadas para a mobilidade urbana de Curitiba. Está prevista a ampliação da capacidade e da velocidade das linhas de BRT, a remodelação da Linha Inter II e a conclusão da Linha Verde. Somados, os quatro projetos terão investimentos de R$ 5,2 bilhões, garantindo o aprimoramento do transporte coletivo e da qualidade de vida do cidadão curitibano.

Para completar o pacote de melhorias, as obras do Contorno Sul de Curitiba, na BR-376, também foram incluídas no PAC 2, ampliando os benefícios de mobilidade urbana para além dos limites da capital paranaense.

Esse cenário de desenvolvimento e o clima de Copa se encaixam perfeitamente na campanha apresentada nesta sexta-feira pela Associação Comercial do Paraná (ACP). Em reunião que contou com a palestra do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a ACP mostrou como pretende mobilizar os paranaenses durante o Mundial de futebol. Aproveito para parabenizar o presidente Edson Ramon, o vice Sarmento e todos que envolveram-se neste evento.

O lançamento da campanha está marcado para a próxima segunda-feira, com o slogan Curitiba de braços abertos para o mundo!, a ser veiculado em todos os meios de comunicação do estado, além de pontos de ônibus e vitrines de lojas.

Como bem destacou o ministro Aldo em sua palestra, os paranaenses vão confirmar a expectativa positiva em relação à  Copa, que terá jogos em Curitiba pela segunda vez. Para o Mundial de 1950, a cidade construiu o estádio Durival Britto e Silva, a Vila Capanema, sede de dois jogos: Espanha 3 x 1 Estados Unidos e Suécia 2 x Paraguai 2.

O momento já é de contagem regressiva. Tenho certeza de que o Paraná acolherá com carinho os milhares de turistas, nacionais e estrangeiros, que nos visitarão durante o maior evento esportivo do planeta. Temos uma oportunidade de ouro para divulgar a imagem de Curitiba e do estado, sua cultura e diversidade. Estamos de braços abertos para a Copa e para o desenvolvimento.

*Ricardo Gomyde, assessor do Ministério do Esporte, especialista em políticas de inclusão social, é membro da Comissão Organizadora da Copa do Mundo no Brasil em 2014. Escreve nos sábados no Blog do Esmael.

Compartilhe agora!

Comments are closed.