Que tal uma ponte para substituir o velho ferryboat na travessia Matinhos-Guaratuba?

* Fiep, Crea, Assindilitoral, dentre outras entidades e lideranças, apoiam campanha pela construção da ponte

Moradores e comerciantes reivindicam ponte Matinhos-Guaratuba.

Moradores e comerciantes reivindicam ponte Matinhos-Guaratuba.

Chega aqui a informação de que a Justiça Estadual acatou denúncia do Ministério Público (MP) contra a concessionária F. Andreis, que explora o serviço de ferryboat na baía de Guaratuba, na travessia Matinhos-Guaratuba, de cometer desvio de recursos e formação de quadrilha.

No dia 8 de janeiro deste ano, este blog registrou em primeira mão que o engenheiro naval Orlando Conceição havia levado ao MP denuncia contra a concessionária F. Andreis, que explora o serviço na baía de Guaratuba, de cometer desvio de recursos, sonegação fiscal, dentre outras barbaridades (relembre clicando aqui).

Somente a fraude na contagem de tráfego informada aquém da real resultaria numa redução da tarifa então praticada de 32%, mesmo que os investimentos contratados estivessem sendo feitos pela concessionária!¦ a redução de 18% na tarifa anunciada (leia sobre isso clicando aqui) junto com o aumento do pedágio é pura demagogia!, denunciou o engenheiro, em ofício encaminhado ao Subcorregedor-geral do MP, Geraldo da Rocha Santos, e à  promotora Danielle Tomé.

A Justiça também determina que a F. Andreis faça melhorias nas balsas que fazem a travessia da baía de Guaratuba.

Segundo o engenheiro Orlando Conceição, o Departamento de Estrada e Rodagem (DER) estaria executando obras e limpezas que deveriam ser feitas pela concessionária. à‰ gritante o problema com a segurança das balsas!, afirma, ao prever que a qualquer momento pode ocorrer um grave acidente na travessia!.

Agora ficam os questionamentos deste blog: Não passou da hora de o poder público aposentar o velho ferryboat (coisa do século retrasado) e iniciar a construção imediata da ponte Matinhos-Guaratuba? O que impede o governo do Paraná dar esse importante passo rumo ao futuro?

Leia também:

Crea-PR anuncia apoio à  construção da ponte Matinhos-Guaratuba

Fiep anuncia apoio à  campanha pela construção da ponte Matinhos-Guaratuba

Auditoria do MP vê superfaturamento na tarifa do ferryboat na baía de Guaratuba

UGT anuncia apoio à  campanha pela ponte Matinhos-Guaratuba

Pessuti entra na campanha pela ponte Matinhos-Guaratuba

Enquanto a ponte não sai, Justiça obriga empresa de ferryboat melhorar serviço

Assindilitoral declara apoio à  campanha pela construção da ponte Matinhos-Guaratuba

Bruxo manda recado para Richa e Gleisi: A ponte Matinhos-Guaratuba é a ponte para o Palácio Iguaçu!

Governo do Paraná desrespeita Constituição ao não construir ponte Matinhos-Guaratuba

Blog lança campanha pela construção da ponte Matinhos-Guaratuba

26 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Lamentável a situação dos usuários do ferryboat, uma travessia de alguns segundos por uma ponte, temos que aguardar até horas por um sistema que deveria ser apenas turístico. A demanda não suporta mais tanta morosidade,
    Se está na lei desde 1989, vamos esperar até quando por uma obra desta natureza e tão necessária. Que governinhos tem neste estado.

  2. Não podemos mais apenas reclamar, precisamos mostrar a toda a sociedade a nossa insatisfação com esse descaso que ocorre com moradores de Guaratuba e todo o litoral paranaense, por isso venho convocar a todos que entre no site http://www.pontedeguaratubaja.com.br e assine o nosso abaixo assinado e convite outras pessoas pra assinar também, vamos provar a todos que não aceitamos e queremos a ponte JA.

  3. o governo ou melhor a policia deveria, fazer uma veredura no povo que transferiu o carro pra guaratuba pra não pagar o ferry.

  4. Guaratuba-Matinhos não!!!Guaratuba-Guaratuba!!!geografia básica!

    • raquel tanbem vamos fazer uma petição pra denunciar as pessoas que transferem os carros de curitiba pra guaratuba pra não pagar a misseria que é o preço da travessia.

  5. As multas aplicadas pelo DER-PR para as irregularidades do consórcio CTG são “irrisórias” quando comparadas ao faturamento anual desta empresa na exploração do transporte no litoral paranaense.

    Um engenheiro do DER-PR deveria executar um simples estudo de fluxo logístico, comparando o tempo que uma balsa demora para carregar “versus” a quantidade de carros que se acumula na fila de espere, neste mesmo tempo. Este simples estudo apontaria para um cenário que para atender a fila de espera seria necessário, no mínimo, mais dois pontos de paradas de balsa, gerando um grande impacto ambiental. Ou seja, este modelo de balsa atendeu os anos 80, mas é ultrapassado para a necessidade e disponibilidade de tempo do homem em pleno 2013.

    Este modelo, pode atender a diversos interesses, menos os da população paranaense.

    Será que nosso governo estadual não consegue entender o problema e tomar uma atitude definitiva no sentido de defender os interesses da população do litoral paranaense. Infelizmente, nosso Paraná tem representantes políticos que deveriam se concentrar menos nas brigas políticas por poder e defender maios os interesses da população.

    Abraços

  6. Essa F Andreis é uma bela caixa preta. Pertence à mesma turma da empresa anterior (velho golpe do cnpj diferente), arrecada uma grana alta e mantém um serviço capenga, tudo isso com a conivência de todas as esferas públicas que deveriam zelar pelo interesse público.

  7. E por que não um tunel ao invés de ponte? Ja que estamos falando de obras faraônicas num país onde faltam creches, hospitais, um tunel atrairia mais turistas e poderiam cobrar pedagio caro dos burgueses….

  8. Vamos cobrar isso. Está na constituição do Estedo do Paraná: ”Art. 36. O Estado promoverá concorrência pública entre firmas nacionais,
    internacionais ou grupos de empresas, para a construção de uma ponte sobre a baía
    de Guaratuba, cujo pagamento será feito com a cobrança de pedágio pelo prazo máximo
    de quinze anos.
    Parágrafo Único. O Poder Executivo regulamentará, no prazo de cento e
    vinte dias da promulgação desta Constituição, o disposto neste artigo.

  9. Só não saiu antes pq o governo anterior tinha parte nos lucros

  10. Esta medida deveria ter sido tomada a muito tempo.
    É uma verdadeira vergonha, as pessoas serem obrigadas a esperar, em alta temporada, mais de quatro horas para atravessar de um lado à outro pelos ferryboats…
    Tomara que saia realmente do papel…

    Tudo de bom, pessoal!

  11. Aos que comentaram contrariamente a ponte é porque não são moradores de Guaratuba. Eu sou. Eu sofro com esse ferry quase todos os dias. Eu já fiquei esperando o barco com filho passando mal no carro, tendo chegar logo em Paranaguá. Aos que são veranista (com total respeito), é só uma fila grande em um período de férias. Aos que são moradores…. é um grande atraso de vida… um grande risco de vida e uma grande decepção.

  12. Querem construir uma obra dessas? Contratem um Batalhão de Engenharia do Exército, assim a obra será certamente muito segura, com rigoroso obedecimento à todos os elementos técnicos, será entregue no prazo e PRINCIPALMENTE NÃO TERÁ DESVIOS DE RECURSOS!!!!! Não sou requianista mas o cara certa vez contratou pessoal da Engenharia do Exército na construção de um trecho da Ferro-oeste e não teve do que se queixar. Que tal então??????

  13. A construção da ponte está prevista na Constituição do Estado do Paraná

    Constituição do Estado do Paraná
    Publicado no Diário Oficial no. 3116 de 5 de Outubro de 1989
    PREÂMBULO
    Nós, representantes do povo paranaense, reunidos em Assembléia Constituinte para instituir o ordenamento básico do Estado, em consonância com os fundamentos, objetivos e princípios expressos na Constituição da República Federativa do Brasil, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição do Estado do Paraná.

    Art. 36. O Estado promoverá concorrência pública entre firmas nacionais, internacionais ou grupos de empresas, para a construção de uma ponte sobre a baía de Guaratuba, cujo pagamento será feito com a cobrança de pedágio pelo prazo máximo de quinze anos.

    Parágrafo único. O Poder Executivo regulamentará, no prazo de cento e vinte dias da promulgação desta Constituição, o disposto neste artigo.

  14. PRA QUE IR A GUARATUBA?
    LÁ, SE VOCE QUISER USAR O BANHEIRO DE UM QUIOSQUE, VOCE TEM QUE PAGAR AOS NARCOTRAFICANTES…

  15. Complementando o Raul Bando People…prefiro zero bosta nas águas do mar.

  16. Prefiro mais hospitais, portos de saúde, médicos, e escolas.

    • Eu tambem prefiro mais saude…!O ferryboat tarvessia matinhos p/guaratuba, tem sido um transtorno enorme…! Tem causado inclusive mortes de infarto do miocardio…! Pois é horrivel atravessar lá em epoca de temporada..! Entao a construçao da ponte estaiada,é uma ótima soluçao p/ a saude do povo Brasileiro…! hahahahahahahahhahahah, pelo meno de infart, ñ morre mais ninguem , naquela travessia…!vai fazer bem até para o bolso dos Brasileiros!!!
      Vcs viram????Odemagogo do desgovernador tentou faturar encima dequele serviço horrivel do ferryboat!!!KKKKKKKKKKKKKKKKKKK, ME ENGANA Q GOSTO!!!

  17. Se o governo parar de contratar comissionados, pode construir a ponte em um ano.

  18. Legal…..na travessia da Baía de Guaratuba pode ser feita uma ponte estaiada……Já na Av. das Torres não!!! Cadê o critério nas opiniões???

    • Ô Rafael, entenda uma coisa: ninguém aqui está a se amnifestar sobre ponte estaiada ou falando da ponte estaiada da Av. das Torres. Mas já que tocou no assunto, te pergunto se você tem pelo menos uma vaga noção de serventia de uma ponte estaiada?
      Pronto, se tiver essa noção (que me perdoe, é elementar) você entenderá que a comparação que fez é simplesmente ridícula, obtusa e coisa de tucaninho reacionário que não tem a menor ideia do que seja liberdade de expressão e de que este é um blog que manifesta uma opinião diferente da sua.

  19. para onerar o cofre público a ponte deveria ser feita pela iniciativa privada e cobrar pedágio por 25 anos.

  20. Em 2015 Governadora Gleisi construirá ponte sobre o oceano, o PT ja tem know na construção, o governador Marcelo Déda de Sergipe inaugurou na semana passada em Sergipe junto com presidente Dilma uma ponte pra melhorar desenvolvimento regional, Então o exemplo de Sergipe vai servir aqui.
    No governo do Beto a obra ficaria muito cara.

  21. Muito Grave!
    Gravissíma a denúncia, se de fato há fraude na contagem de tráfego o MP de proteção ao patrimônio deve ser acionado, pois o DER tem responsabilidade sobre esse controle (ação ou omissão). Seria, caso seja confirmado, o mais puro desvio de dinheiro público, pois a concessionária está fazendo as vezes do Estado.
    Outro item é colocar funcionários do DER para fazerem o serviço da concessionária, coisa que beira o descaramento, será que o TCE-PR tem competência para apurar isso? O Paraná está precisando de um Joaquim Barbosa por aqui…
    O engenheiro Orlando Conceição deve repassar todos esses elementos ao MP e ao TCE e dar bastante públicidade aos fatos.

    • É um exercício de lógica aristotélica saber para quem o DER trabalha. Ai você pergunta se o TCE tem competência para fiscalizar isto? Eu te respondo. Tem, mas ele faz de contas que fiscaliza e Joaquim Barbosa não da jeito porque essa sacanagem toda é coisa da tucanada e com bicudo ele não se mete.