Candidatos derrotados querem “segundo turno” em Palmeira (PR)

Inconformados o resultado das urnas, os candidatos à  prefeitura de Palmeira, na região de Campos Gerais, a 85 km de Curitiba, lutam para que a Justiça Eleitoral casse o prefeito eleito em 7 de outubro, Edir Havrechaki, do PSC, que obteve nas urnas 8.972 votos. O vitorioso teve o apoio do atual prefeito Altamir Sanson (PSC).

Na esperança de que haja um “segundo turno”, os derrotados realizaram um protesto em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do município, na última segunda-feira (15), quando acusaram os promotores de torcer o nariz para as denúncias formuladas durante a campanha contra o candidato do prefeito.

Para embasar pedido de cassação do prefeito eleito, Edir Havrechaki, os oposicionistas levaram à  Justiça um vídeo, gravado no dia 27 de setembro, antes das eleições, em que supostamente uma Kombi do Provopar (Programa do Voluntariado do Paraná) distribui sacolões (cestas básicas) com santinhos do candidato vencedor nas urnas.

A expectativa é de que a Justiça Eleitoral de Palmeira se pronuncie sobre a reclação dos derrotados em 20 dias.

Em Palmeira, que tem 25,5 mil eleitores, o segundo lugar ficou com Giovatan de Souza Bueno (PSDB), que conquistou 7.832 votos; e em terceiro ficou Inácio Budziaki (PDT) com 3.769.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. CHUPAAAAAAAAAAAAA DUDI !!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKK… DA LHE 20 !!!