Greca propõe ensino bilíngue a partir dos 3 anos

Greca se reuniu com professoras e empreendedoras. Foto: Renata Freitas.

O candidato do PMDB a prefeitura de Curitiba, Rafael Greca, anunciou que estuda incluir o ensino bilíngue nas escolas da rede pública municipal para crianças a partir de 3 anos de idade.

A ideia, segundo Greca, é criar na grade o ensino das línguas dos povos que construíram Curitiba, como os italianos, alemães, ingleses, ucranianos, entre outros.

Além de garantir uma educação de boa qualidade para nossas crianças, estaremos preservando as culturas dos colonizadores da nossa cidade!, disse Rafael Greca, número 15 na urna eletrônica.

O peemdebista participou ontem (12) de uma reunião com as professoras e empreendedoras Aida Qaddomi e Maria Cristina Lindstron. As duas desenvolveram um projeto que se transformou numa escola presente em mais de três estados.

A iniciativa consiste em dar aulas bilíngue, a partir dos três anos até a universidade, por meio da imersão, que segundo as professoras é um método viável, rápido e honesto à  proposta do bilinguísmo.

Greca destacou que a visita foi importante pois acrescenta ideias ao seu plano de governo para a educação e vem de encontro à  proposta de rede municipal de ensino se adequar a um modelo de educação finlandês, que garante a criança conhecimentos de lingue a matemática até os 5 anos de idade.

Viemos colher sugestões para o nosso programa. Fiquei muito satisfeito pois o ensino bilíngue aqui desenvolvido se adapataria muito bem à  nossa proposta de assumir a educação das crianças a partir de 3 anos para uma formação mais sólida!, disse.

Tecnologia nas escolas

Outro ponto discutido no encontro é o uso de tablets e notebooks por crianças das escolas da rede municipal. A professora Aida se mostrou preocupada com a grande importância que se tem dado ao uso desses equipamentos por crianças.

Não se pode deixar que a tecnologia substitua as pessoas, que tire a importância e presença delas. As escolas que fazem isso estão fazendo um desserviço a sociedade, estes recursos devem ser um complemento das aulas!, disse.

Greca concordou com as professoras e disse estar preocupado com a utilização de tecnologia que se sobrepõe à  interação de aluno com professor e com a falta de capacitação dos professores para usarem as ferramentas.

Não adianta darmos um computador para um professor com aplicativos que eles não são capacitados para usar. A cidade só avança quando o desenvolvimento humanitário e social vem junto com o tecnológico!, finalizou.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. concordo contigo m i…..

  2. Vocês acham que é tão fácil enganar a classe média curitibana… terão surpresas em outubro…

  3. o greca ja esta com praso de validade vencida.farol do saber poderia ser tranformados em museu.porque muitas obras foram alteradas ,pelo fato de ser consideradas racistas. proposta deve ser tres coisas saude ,educação mais educação. os municipios e estados ,o governo federal apenas repassa as verbas,mas pelo menos 30% dasverbas na educação.

  4. Inovador!Este é o verdadeiro prefeito de Curitiba.Sobre os outros:nem marchando para Jesus mesmo!E como dizia o ilustre juiz Nakad:chega dos mesmos!

  5. Ao contrário do atual governador que nem ônibus quer fornecer aos estudantes, Greca sempre se preocupou com a educação. Que o digam os vários Faróis do Saber espalhados pela cidade.
    Vale lembrar que os Faróis foram criados quando a Internet nem era um instrumento viável no Brasil e os livros eram os meios de pesquisa dos estudantes.
    Os outros candidatos são a continuidade da porcaria que aí está. São amigos e compartilham as mesmas reuniões, clubes e festas.
    Eles se dividem para ter mais chances de vencer e continuar dominando, além de entregar bens públicos e licitações viciadas aos amigos.
    Se eu não votar no Greca, vou anular meu voto.

  6. eu não concordo porque tanta confusão.o greca tá louco.ensinar esses idiomas que tem pouco falantes porque? se não tem projeto e melhor pedir ajuda.nem o portugues e falado direito no brasil.tanta burrice sr greca ! pomerode talves a gente esta sendo xingado e não sabe. o ingles já tem mas é dificil pra quem não pode pagar. temos que aprender no brasil ,o ingles e castelhano. se incluir as girias da uma segunda lingua depois do portugues..

  7. Greca parece ser meio fora da casinha, mas até que tem umas idéias boas de vez em quando.