Oposição tentará estabelecer elo entre os escândalos na Câmara e a Prefeitura de Curitiba

Algaci Túlio. Foto: Rodolfo Bà¼hrer/GP.

Paralelamente aos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que a partir de segunda-feira (12) começará a investigar a gestão de João Cláudio Derosso (PSDB), na Câmara Municipal, a bancada oposicionista tentará estabelecer um elo entre as irregularidades em contratos com empresas de publicidade e a Prefeitura.

Na própria segunda, à s 10 horas, vereadores, partidos políticos e movimentos sociais discutem uma estratégia para a atuação na CPI e nessa frente de investigação paralela.

O vereador Algaci Túlio (PMDB), autor da proposta da CPI, mas devido à  proporcionalidade da bancada ficou de fora da comissão, deverá coordenar e municiar o trabalho dos dois membros oposicionistas — Pedro Paulo (PT) e Paulo Salamuni (PV).

Os oposicionistas acreditam que há conexões diretas entre os escândalos na Câmara com as sucessivas gestões na Prefeitura de Curitiba.

Comentários encerrados.